Carteiros e bancários ameaçam parar

É de indignar abrir o jornal do dia e se deparar com a seguinte manchete: “Carteiro e bancário ...


É de indignar abrir o jornal do dia e se deparar com a seguinte manchete: “Carteiro e bancário já ameaçam parar”. Esta foi a principal manchete do Jornal Correio da Paraíba desta terça-feira (16). Absurdo!

Conforme a matéria, os 1,6 mil carteiros paraibanos devem seguir orientação da Federação Nacional dos Trabalhadores de Correios e Telégrafos, de iniciar uma nova greve geral, por tempo indeterminado, já a partir desta quinta-feira. Nesta quarta-feira acontece uma nova assembleia, quando a categoria decide se faz ou não nova paralização esta semana.

A categoria faz várias exigências: sugere reajuste salarial de 6,5%, além de realização de concurso público – por tempo determinado de 5 anos -, reajuste de 6,5% nos vales Cultura, Refeição e Transporte, como também mais R$ 200 de gratificação, porém condicionados ao lucro da empresa a partir de R$ 2 bilhões, entre outras propostas.

Conforme Evandro Tavares, secretário de Finanças do Sindicato dos Trabalhadores dos Correios da Paraíba, no Brasil há um déficit de 30 mil carteiros. Aqui na Paraíba, então, o déficit é de 300 carteiros – metade deles, somente, para a capital João Pessoa.

***
O Estado garante o direito à greve. No entanto, uma nova greve nesse momento acarretaria em mais e mais prejuízos para a população, já que os Correios, sequer, estão conseguindo colocar em dia a entrega de encomendas e correspondências atrasadas - pelo menos aqui na região.

Eu, por exemplo, não recebo fatura de cartão em dia faz mais de 8 meses. Outras correspondências, então, nem se fala. Ainda estão conseguindo, pelo menos, fazer a entrega de uma revista mensal lá em casa - e porque é assinatura.

Se numa empresa estatal como a ECT a situação está ruim, imagine a condição do trabalhador comum desse país, que ganha um salário mínimo por mês, por exemplo.

'Já está na hora de criar um calendário anual de greves no Brasil' - e a greve dos Correios e dos bancários precisa constar nesse calendário específico, já que quase todo ano acontece no país, como sempre, prejudicado é o cidadão: eu e você. #Sociedade

Você pode gostar também

0 comentários