Promoção de Renata Vasconcelos ao Jornal Nacional corrige 'injustiça'

Por Daniel Castro, do Notícias da TV Muita gente dentro e fora da Globo considerou um erro ...


Por Daniel Castro, do Notícias da TV

Muita gente dentro e fora da Globo considerou um erro a promoção de Patrícia Poeta a apresentadora do Jornal Nacional, no lugar de Fátima Bernardes, no final de 2011. Para os críticos, a emissora deveria ter dado a cadeira vizinha de William Bonner a Renata Vasconcelos, então no Bom Dia Brasil. Nessa ótica, a substituição de Poeta por Vasconcelos, anunciada na manhã desta segunda (15) em nota oficial, corrige uma injustiça.

De acordo com o comunicado oficial da Globo, em 3 de novembro próximo Patrícia Poeta deixará a bancada do Jornal Nacional para se dedicar a um novo programa, de entretenimento, o que por enquanto é apenas uma ideia, uma promessa para 2015. Em seu lugar assumirá Renata Vasconcelos, há menos de um ano no Fantástico. Na vaga de Vasconcelos no Fantástico, ficará Poliana Abritta.

O comunicado da Globo e fontes da emissora dizem que não há correção de rota nenhuma nessa mudança. Sustentam que a saída de Poeta do JN já estava acertada, desde 2011. Ela ficaria somente três anos no telejornal. Muito pouco tempo se lembrarmos que sua antecessora, Fátima Bernardes, ocupou o posto durante 13 anos e meio. Ou que Bonner é apresentador do JN desde 1996, há quase 20 anos.

Renata Vasconcelos, por sua vez, mal esquentou o cenário high-tech do Fantástico. Ela assumiu o cargo em 6 de outubro do ano passado. Ou seja, ficará nele apenas um ano e um mês. Um recorde. Gloria Maria ocupou o lugar durante nove anos. Nem Renata Ceribelli ficou tão pouco tempo _permaneceu durante quase dois anos.

Correção de rota ou não, Renata Vasconcelos não estava tão bem no Fantástico quanto na bancada dos telejornais pelos quais passou. Ela é séria demais para ancorar material de entretenimento puro. Nem o enquadramento do Fantástico a favorece. Vasconcelos fica bem em planos fechados, não em pé, ainda mais ao lado do "gigante" Tadeu Schmidt.

E, para o público que acompanha o jornalismo da Globo, sua ida em definitivo para o JN é mais do que justa. Quando cobriu as férias de Patrícia Poeta no JN, no ano passado, foi muito elogiada na Central de Atendimento ao Telespectador da Globo.

***

#SintoniaFina

Você pode gostar também

0 comentários