Clarão no céu assusta recifenses; assista

Por Érica de Paula, do Diário de Pernambuco Um grande clarão no céu, por volta das 22h desta quarta-feira, causou muita repercussão ...

Por Érica de Paula, do Diário de Pernambuco

Um grande clarão no céu, por volta das 22h desta quarta-feira, causou muita repercussão nas redes sociais. Dezenas de pessoas, da Região Metropolitana do Recife e até de outros estados como Paraíba e Rio Grande do Norte, afirmaram ter visto o fenômeno. Teorias surgiram das mais diversas, de relâmpagos a meteoros.

Segundo Leonardo Neves, da Sociedade Astronômica do Recife, o evento no céu se tratou de um bólido da chuva de meteoros orionídeos, proveniente dos rastros de pedregulhos deixados pelo Cometa Halley, vindo da direção da Constelação de Órion. O bólido é um fragmento de matéria sólida que ao penetrar na atmosfera terrestre provoca um brilho intenso seguido por um estrondo. A bólide não chega a cair, como um meteorito, e a explosão não gera riscos a população, pois, acontece a mais ou menos 60 km de altura.

Apesar do Cometa Halley só passar na Terra a cada 76 anos, os rastros deixados por ele permanecem no espaço. Por isso, todos os anos no mês de outubro, quando a Terra em seu movimento de translação passa próximo ao Sol, acontece a chuva de meteoros.

Este ano, a chuva de meteoros vai acontecer perto do equador celeste, isso significa que será igualmente visível em ambos os hemisférios norte e sul, entre os dias 15 e 29 de outubro, podendo ser visto com um pouco mais de facilidade da noite do dia 20 até a madrugada do dia 21 deste mês. No entanto, o bólido visto hoje, talvez não se repita.



***

#Sociedade

Você pode gostar também

0 comentários