Friboi rompe contrato de R$ 45 milhões com o cantor Roberto Carlos

Do Bol O cantor Roberto Carlos deixou de ser garoto-propaganda das carnes Friboi. O grupo JBS...

Do Bol

O cantor Roberto Carlos deixou de ser garoto-propaganda das carnes Friboi. O grupo JBS, responsável pela marca, rescindiu o contrato de R$ 45 milhões.

Sob a alegação de ter feito uma aposta ousada que não deu certo, o rompimento da JBS com o cantor, revelado pelo jornal O Estado de S.Paulo, provocou uma briga na justiça em torno da indenização a ser paga em caso de cancelamento de contrato. O cantor queria receber multa de R$ 7 milhões pela rescisão, enquanto o JBS aceitava pagar R$ 3,2 milhões.

Em declarações à Folha de S.Paulo, profissionais ligados ao grupo e ao cantor afirmaram que um acordo foi acertado a respeito da indenização e que o processo deve ser extinto ainda nesta semana. O valor do acordo não foi revelado.

Anunciada em fevereiro, a contratação milionária de Roberto Carlos aconteceu depois que executivos do grupo JBS descobriram que o cantor tinha voltado a comer carne, após quase 30 anos.

Nos comerciais da Friboi, o cantor aparecia em um restaurante com um prato de carne a sua frente. Ao fundo, tocava o refrão da música "O Portão", conhecida pela frase "Eu volteeeei!". A campanha, no entanto, não foi bem aceita pelos telespectadores e virou assunto e piada nas redes sociais, já que o cantor não aparecia comendo a carne no comercial.

Essa não é a primeira vez que o grupo JBS usa globais em seu elenco de marketing. Diferentemente de Roberto Carlos, o ator Tony Ramos teve bom desempenho como garoto-propaganda da Friboi. A jornalista Fátima Bernardes também já fez propaganda da Seara, e a atriz Malu Mader do amaciante Minuano, marcas do mesmo grupo.

***

#Sociedade

Você pode gostar também

0 comentários