Médicos que não votaram em Ricardo Coutinho estão sendo demitidos em Cajazeiras

Por Adjamilton Pereira A direção do Hospital Regional de Cajazeiras ainda não deu nenhuma explicação pública sobre os motivos da demiss...


A direção do Hospital Regional de Cajazeiras ainda não deu nenhuma explicação pública sobre os motivos da demissão do médico cajazeirense Pablo Leitão, que foi afastado de suas funções na referida Unidade Hospitalar, em comunicado feito tão logo foi confirmada a vitória de Ricardo Coutinho.

O médico Pablo Leitão esteve envolvido diretamente na campanha de Cássio Cunha Lima e, segundo se comenta, este seria o motivo do seu desligamento do HRC, onde fazia diariamente a evolução dos pacientes internos.

O referido profissional é filho do também médico Deusdedit Leitão que, durante 12 anos, foi diretor do HRC.

O que mais se estranha é que Pablo Leitão e sua família votaram na prefeita Denise Oliveira na última eleição municipal, mas o que vale no HRC são as ordens da diretora Maura Sobreira, que entende que não deve satisfação nem a Carlos Antonio e muito menos a prefeita.

Quem também foi afastada de suas atividades na UPA – Unidade de Pronto Atendimento, que é administrada pelo estado, foi a médica, também de Cajazeiras, Jéssica Moura, sem que fosse dada nenhuma explicação plausível, visto que a mão de obra médica ainda é escassa no sertão.

No inicio do governo de Ricardo Coutinho vários servidores do HRC, inclusive pessoas com mais de 20 anos de serviços prestados, foram demitidos e, aos poucos, novos funcionários foram sendo contratados para o lugar dos afastados, ao ponto de existir atualmente mais prestadores de serviços do que existia quando das demissões.

***

#SintoniaFina

Você pode gostar também

0 comentários