Roberto Gómez Bolaños, o Chaves, morre aos 85 anos no México

Do Notícias da TV O comediante Roberto Gómez Bolaños, criador do Chaves, morreu na tarde de...



O comediante Roberto Gómez Bolaños, criador do Chaves, morreu na tarde desta sexta-feira (28), de parada cardíaca, aos 85 anos. A morte do ator e escritor foi confirmada pela emissora mexicana Televisa, que interrompeu a programação para exibir um especial com os melhores momentos da carreira do humorista.

Emissora de Chaves no Brasil, o SBT emitiu nota oficial e exibiu techo do especial Obrigado Chaves, que estava pronto havia um ano. No especial, a rede contou história de Bolaños. Na nota oficial, o SBT lamentou "a perda do grande artista que faz parte da programação da emissora há 30 anos".

Bolaños vivia isolado em Cancún, cidade litorânea do México, com a mulher, Florinda Meza, a Dona Florinda da série Chaves. O comediante tinha problemas respiratórios e de locomoção, e estava desde o final do ano passado respirando com um cilindro de oxigênio.

Nascido em 21 de fevereiro de 1929, Bolaños começou a carreira artística em 1953, como redator publicitário para rádio e TV. Redigiu para a dupla de humoristas Viruta e Capulina (Marco Antonio Campos e Gaspar Henaine) antes de ter o seu próprio programa.

Roberto Gómez Bolaños também escreveu para o cinema e recebeu do cineasta mexicano Agustín P. Delgado o apelido de Chespirito, alusão ao escritor inglês William Shakespeare (1564-1616).

Em 1968, ganhou seu próprio humorístico, Los Supergenios de la Mesa Cuadrada, pela TIM (Televisión Independiente de México). Além de escrever, atuou como Doutor Chapatín e contracenou com três atores que futuramente fariam parte do elenco de Chaves: Maria Antonieta de las Nieves, Ramón Valdés e Rúben Aguirre.

Chapolin estreou em 1970 e Chaves no ano seguinte, ainda como quadros do programa Chespirito. As séries bateram recordes de audiência e viraram programas próprios em 1973. A Televisa tentou contratar Bolaños, mas após a recusa do comediante decidiu comprar a emissora onde ele trabalhava e ampliar a rede.

Os programas de Chespirito ficaram no ar durante quase 30 anos ininterruptos no México, e saíram do ar em 1995. Nos anos 1980, Silvio Santos comprou novelas mexicanas da Televisa e recebeu Chaves e Chapolin como "brinde". As séries estrearam no SBT em 1984 e estão até hoje no ar, com até 10 pontos no Ibope da Grande São Paulo.

Leia a nota oficial do SBT:

"É com muito pesar que a direção do SBT confirma o falecimento do ator Roberto Bolaños, o Chaves, na tarde desta sexta-feira (28).  O SBT lamenta a perda do grande artista que faz parte da programação da emissora há 30 anos. O SBT presta uma homenagem ao eterno Chaves , exibindo o especial “Obrigado Chaves”, logo após Chiquititas.

Lamentamos a perda do ator e deixamos nossos sentimentos aos familiares, amigos e admiradores de Roberto Bolaños".

***

#SintoniaFina #Televisão

Você pode gostar também

0 comentários