Vereador Beto Meireles rompe com prefeito Zenóbio; argumento é 'comovente', mas não justifica sua decisão de mudar de lado

“ Ele é a única pessoa que pensa, que tem inteligência, que deve mandar e deve opinar. Todo mundo...

Ele é a única pessoa que pensa, que tem inteligência, que deve mandar e deve opinar. Todo mundo tem que seguir, exatamente, o que ele quer”, foi o que disse o vereador Beto Meireles em relação ao prefeito de Guarabira Zenóbio Toscano (PSDB), em recente entrevista no rádio, quando também anunciou rompimento com o bloco de situação em Guarabira (PB). Meireles alega ter sido ‘esquecido’ e desprestigiado no grupo.

Ora, vereador! Romper é um direito que lhe assiste. Assim como compor a bancada de oposição – já que não existe ‘bancada independente’ em lugar nenhum, muito menos na Câmara de Vereadores de Guarabira. A questão agora é que, na oposição, o senhor terá de afinar o discurso em favor do grupo Paulino, contra o qual também fez oposição durante anos. Detalhe: o senhor fez oposição ao lado e em favor de Zenóbio Toscano. Lembra?

Seu argumento, então, de que estava sendo ‘esquecido’ e desprestigiado por ZT, depois de estar ao seu lado em diversas campanhas, sinceramente, me deixa ‘comovido’, mas não justifica sua decisão de 'mudar de lado'. Mas, são coisas da nossa 'política'.

Por que só agora, vereador, o senhor viu ‘os defeitos’ de Zenóbio? Que tipo de prestígio o senhor queria – mais do que já teve na política guarabirense? Talvez seja mais fácil, oportuno e cômodo, neste momento, estar ao lado do governador socialista reeleito Ricardo Coutinho, afinal, ao lado dele o ‘pre$tígio’ pode e deve ser maior, principalmente, a partir de 2015. Não é mesmo, vereador? 

Conforme escreve Rafael San em seu blog, Beto Meireles está entre os novos interlocutores do Governo do Estado, em Guarabira.

Como diz o colega radialista Adelson Souza, da 92 FM: “o povo tem memória, vereador. E eu também.”

Ainda durante a entrevista, Beto Meireles disse que dará apoio a tudo que for para beneficiar a população de Guarabira - caso surja algo nesse sentido da parte do Executivo Municipal. #Política

Você pode gostar também

0 comentários