Desprestigiado, Josa da Padaria diz que vai deixar o PMDB

O ex-prefeito de Guarabira (PB), Josa da Padaria, está se sentindo desprestigiado no PMDB. Em ent...

O ex-prefeito de Guarabira (PB), Josa da Padaria, está se sentindo desprestigiado no PMDB. Em entrevista no rádio, ele adiantou que vai se desligar do partido e se filiar a outra legenda. Com isso, a possibilidade de rompimento com o grupo Paulino não está descartada. A declaração foi dada em entrevista à Rádio Rural AM, na manhã desta segunda-feira (15).

O vice-prefeito de Fátima Paulino fez um desabafo na primeira edição do Grande Jornal 850, apresentado por Fabiano Lima e Jota Alves. A entrevista continua repercutindo. Josa relatou que não vem recebendo a devida atenção das lideranças do partido em Guarabira. Na semana passada, por exemplo, ele sequer foi convidado para a reunião que o ex-governador Roberto Paulino realizou com alguns vereadores e lideranças do município.

Pelo tom do discurso, o ‘padeiro’ está mesmo decidido a deixar o PMDB, partido ao qual dedicou sua vida pública. E sai de cabeça erguida. “São os incomodados que se mudam”. Certo? Porém, uma vez deixando o “vermelhão”, ele também quer levar outros amigos consigo, possivelmente para o PSB, do governador Ricardo Coutinho.

Ao ser questionado sobre a sucessão municipal de 2016, Josa da Padaria não hesitou: falou que se for convocado pelo grupo que apoiou Ricardo Coutinho no primeiro turno, aceitará o desafio de, novamente, ser candidato a prefeito de Guarabira - ele foi candidato pelo PMDB em 2012, quando foi derrotado por Zenóbio Toscano (PSDB) com uma diferença foi de 1.501 votos.

A ideia de Josa é simples e necessária: ser uma alternativa contra a alternância de poder entre as famílias Paulino e Toscano em Guarabira. O"grupo independente", formado por Beto Meireles, Lucas Porpino, Marcelo Bandeira, Coronel Alencar, João Rafael de Aguiar e Gilson Cândido, também está propondo isso para o município. No entanto, todos estão ligados ao Governo do Estado.

Mudar é preciso, eu sei.  E a cidade de Guarabira, realmente, carece de uma terceira força. Mas ao deixar o PMDB, Josa da Padaria troca uma história de fidelidade ao seu partido de origem, e suas vitórias e conquistas ao lado de Roberto Paulino, por uma mera aventura ao lado do socialista Ricardo Coutinho, que precisou dos votos do PMDB para se reeleger este ano. #Política

Você pode gostar também

0 comentários