Reunião no matadouro público define cumprimento de exigências fiscais a partir desta segunda, 01

Da assessoria da PMG Uso obrigatório de fardamento adequado, como jaleco e bota, além de não permitir a entrada de pessoas que não este...

Da assessoria da PMG

Uso obrigatório de fardamento adequado, como jaleco e bota, além de não permitir a entrada de pessoas que não estejam trabalhando no local, inclusive crianças, são exemplos do que foi firmado entre prefeitura e órgãos fiscalizadores.

Na manhã da última sexta-feira (28/11), a Secretaria de Desenvolvimento da Agropecuária e da Pesca, da Prefeitura de Guarabira – promoveu no matadouro público municipal uma importante reunião com os funcionários lotados na referida repartição e com as pessoas que utilizam daquele bem público.

Além do secretário Marcelo Bandeira, estiveram na reunião, o fiscal do Ministério da Agricultura, Wilton Cruz, o chefe regional da Defesa Agropecuária Estadual, Magadiel Matias, o médico veterinário do município, Marcos Fernandes e o diretor do estabelecimento, Ivan Félix.

Segundo Marcelo, a reunião teve como a finalidade, a adequação do setor, para que todos os integrantes, a partir desta segunda-feira obedeçam as exigências dos órgãos fiscalizadores, evitando com isso qualquer tipo de penalidade. Entre estas, será de uso obrigatório fardamento adequado, como jaleco e bota, além de não permitir a entrada de pessoas que não estejam trabalhando no local, inclusive crianças.

Marcelo lembrou que a prefeitura, através do prefeito Zenóbio Toscano vem fazendo sua parte, melhorando a estrutura física e equipando o matadouro com camas de esfolamento, mesa de fiscalização de vísceras, pistola de atordoamento e utilização de Ácido Peracético para desinfectar facas e serras entre outras. Afora a preocupação para que o órgão na seja, novamente, alvo de acrescidas multas, com valores altíssimos como acontecia na gestão passada.

- O número de abate vem crescendo nos últimos anos, o que faz a administração acelerar o plano de construção de um novo matadouro público moderno que atenda desde a sua construção, tudo o que pede a legislação sanitária e ambiental – informou Bandeira.

Vale lembrar que a prefeitura já tem a seu dispor o projeto e o terreno aprovado pelos órgãos fiscalizadores para a construção de um novo espaço para o abate bovino no município.

***

#Institucional

Você pode gostar também

0 comentários