Neurociência: Uso de smartphone aumenta atividade cerebral, diz estudo

Da Veja O uso contínuo de smartphones fortalece a conexão entre os dedos e o cérebro, afirm...


Da Veja

O uso contínuo de smartphones fortalece a conexão entre os dedos e o cérebro, afirma um estudo publicado nesta terça-feira no periódico Current Biology. A pesquisa mostra que o recente uso mais intenso de telas touchscreen leva a um aumento da atividade cerebral quando os dedos tocam algo. “Eu fiquei surpresa com a dimensão das mudanças que ocorreram pelo uso de smartphones”, afirma Arko Ghosh, da Universidade de Zurique, na Suíça, e integrante da equipe de pesquisadores.

Ghosh e sua equipe desenvolveram essa pesquisa após perceber que a recente obsessão com smartphones poderia ser uma boa oportunidade para estudar a plasticidade cerebral humana. Não só as pessoas começaram a usar mais as pontas dos dedos de uma nova maneira, mas também de forma contínua, dia após dia.

Pesquisa — Os pesquisadores utilizaram eletroencefalografia para registrar a atividade cerebral de 37 participantes no momento em que tocavam algo com o indicador, dedo médio e o polegar. Desses, 26 pessoas usavam smartphones e 11, não. A atividade no córtex cerebral associada com o polegar e o indicador se mostrou diretamente proporcional ao uso do smartphone.

De acordo com os autores, a pesquisa sugere que os movimentos repetitivos sobre a tela touchscreen remodela o processamento sensorial da mão, modificando a representação cerebral das pontas dos dedos. “Nós acreditamos que o processamento sensorial no cérebro contemporâneo é continuamente moldado pelas tecnologias”, escrevem os cientistas no artigo.

***

#Sociedade #Ciência

Você pode gostar também

0 comentários