SBT supera Record e volta a ser a rede que mais incomoda a Globo

Por Paulo Pacheco, do Notícias da TV O SBT, que ultrapassou a Record no Ibope de 2014 na mé...


Por Paulo Pacheco, do Notícias da TV

O SBT, que ultrapassou a Record no Ibope de 2014 na média das 24 horas, também ficou durante mais tempo na liderança: 600 horas durante o ano, quase três vezes mais do que a concorrente. Os programas de Silvio Santos e Danilo Gentili impulsionaram o bom desempenho. Com isso, foi a rede que mais incomodou a Globo no ano passado, assumindo o posto que antes pertencia à emissora de Edir Macedo e que, nos anos 1980 e 1990, era da própria rede de Silvio Santos.

Segundo dados da Grande São Paulo, o SBT ficou 35.802 minutos, o equivalente a 597 horas, em primeiro lugar isolado ou empatado com a Globo. A Record liderou apenas pouco mais de um terço disso: 13.650 minutos, ou 227 horas.

Com o resultado, o SBT ampliou a vantagem sobre a Record em 2014 na liderança do Ibope. Em 2013, a rede de Silvio Santos já havia ficado duas vezes mais em primeiro lugar do que a concorrente (30.790 a 15.513), porém perdeu na média das 24 horas (4,9 a 4,7).

Entre os programas do SBT que ultrapassaram a Globo em 2014, estão o Programa Silvio Santos, que bateu todas as atrações da concorrente após o Fantástico (BBB, SuperStar, TUF Brasil, 24 Horas e Domingo Maior), e o talk show The Noite, principal novidade da emissora nas madrugadas, que superou Jô Soares e foi líder durante mais de 40 horas.

Em 2014, o SBT superou a Record no Ibope pela primeira vez em oito anos. A rede de Silvio Santos fechou o ano com 4,9 pontos na média das 24 horas, contra 4,8 da emissora de Edir Macedo. No ano anterior, o placar era inverso: 4,9 a 4,7 para a Record. A Globo perdeu meio ponto: caiu de 11,6 para 11,1.

Na média das 7h à 0h, parâmetro tradicional do mercado, de uma era em que as emissoras saíam do ar de madrugada, a Record venceu o SBT por 6,1 a 5,6, diferença menor do que em 2013 (6,1 a 5,3). Cada ponto equivalia a 65 mil domicílios na Grande São Paulo em 2014.

***

#SintoniaFina

Você pode gostar também

0 comentários