Vale tudo: Após omitir desprezo de Roberto a Tim, Globo apaga minissérie na web

Por Paulo Pacheco, do Notícias da TV O primeiro capítulo da minissérie Tim Maia - Vale o qu...


Por Paulo Pacheco, do Notícias da TV

O primeiro capítulo da minissérie Tim Maia - Vale o que Vier, que troca cenas de desprezo de Roberto Carlos ao ex-colega em início de carreira por depoimentos positivos, que mostram o "Rei" como herói, está fora do ar no site da Globo. Desde sábado (3), quem acessa a página da emissora e procura o material, exibido na última quinta-feira (1°), se depara com a seguinte frase: "Conteúdo não disponível". O segundo episódio da produção, que foi ao ar na sexta (2), ainda não foi para a internet. A Globo diz que retirou o vídeo porque era apenas uma "ação promocional".

A primeira parte de Tim Maia - Vale o que Vier havia sido publicada no site da Globo imediatamente após a exibição na TV, na madrugada de sexta-feira. Ficou o dia inteiro na internet e teve 1.406 acessos. No sábado, após o Notícias da TV revelar que a edição da minissérie, a partir do filme Tim Maia (2014), tinha omitido a humilhação de Roberto Carlos, o vídeo saiu do ar.

Procurada, a Globo respondeu que o vídeo foi retirado porque era uma ação promocional e não ficaria permanentemente no ar: "O primeiro episódio foi disponibilizado no site como ação promocional para que quem não assistiu ao primeiro episódio pudesse assistir antes de ver o segundo. E antes da exibição do segundo, na sexta-feira, foi retirado do ar".

Roberto Carlos: de vilão a herói

Uma sequência do filme em que Roberto despreza e humilha Tim Maia, entregando-lhe botas usadas e dinheiro amassado, foi trocada na minissérie por depoimentos de Nelson Motta, autor da biografia que originou o longa, e do próprio cantor. Na versão exibida pela Globo, o jornalista contradiz seu próprio livro e afirma que Roberto fez o que pôde para ajudar Tim. Já Roberto conta que indicou o futuro soulman brasileiro a uma gravadora.

"O Roberto (...) sabia o valor que o Tim tinha como cantor e compositor, tanto que levou o Tim para a Jovem Guarda. O Roberto fez o que pôde", afirmou Nelson Motta na Globo.

"'Tim, vou te apresentar à CBS. Vou arrumar para você gravar lá. Fique tranquilo'. E a Nice [Cleonice Rossi, primeira mulher de Roberto Carlos] virou e disse assim: 'Ajuda ele'. E ele sempre achou na vida dele que eu tinha feito isso porque a Nice tinha feito esse pedido e não foi, foi uma iniciativa realmente minha", disse Roberto Carlos na minissérie.

A Globo afirma que a minissérie não é uma reexibição do filme: "Qualquer obra audiovisual segue critérios artísticos. O episódio mostrou Tim tentando sem sucesso falar com Roberto Carlos ao voltar dos Estados Unidos, em situações diferentes. O contexto foi mais detalhado nas entrevistas de Erasmo Carlos, Nelson Motta, Fábio e do próprio Roberto".

***

#SintoniaFina

Você pode gostar também

0 comentários