Em foco: "Remar contra a maré"

Por Aline Lins, na coluna Em Foco , do Jornal da Paraíba O Governo do Estado não aceita 'não' como resposta. O objetivo é fazer...

Por Aline Lins, na coluna Em Foco, do Jornal da Paraíba

O Governo do Estado não aceita 'não' como resposta. O objetivo é fazer, por cima de pau e pedra, maioria na Assembleia Legislativa. Nem que para isso seja preciso usar como moeda as eleições municipais de 2016. Se pressão, ameaça ou chantagem, a definição é o de menos, mas o PSB estaria disposto até mesmo a lançar candidato a prefeito no município de Guarabira, segundo revelou ontem o deputado Hervázio Bezerra (PSB). Não que o PSB tivesse a real pretensão de eleger o prefeito, mas sim, para enfraquecer o grupo dos Paulino, que tradicionalmente disputa com os Toscano. Hervázio foi claro ao afirmar que o deputado Raniery Paulino não iria querer remar contra a maré e "forçar" que o PSB venha a tentar uma terceira força em Guarabira só vai ter um único beneficiário, os adversários dos Paulino em Guarabira.

Mapeamento

O deputado Renato Gadelha (PSC) foi escolhido por seus pares para ser líder da oposição na Assembleia Legislativa. Todos os parlamentares que integram a bancada de oposição endossaram o seu nome para liderar o grupo. A missão de Renato Gadelha é mapear a oposição para poder pleitear mais cargos nas comissões permanentes.

Ufa

Ufa. Quero nem pensar como ficaria politicamente o governador Ricardo Coutinho perante o PMDB se, na sessão de ontem, o TRE não tivesse extinguido, por maioria de votos, uma Ação de Investigação Judicial Eleitoral (Aije) promovida em 2010 por ele contra o senador José Maranhão (PMDB).

Ufa II

O TRE entendeu que houve a perda do objeto devido à ação ser referente às eleições de 2010 e pedir a inelegibilidade de acordo com a Lei 64/90. Também eram réus na Aije Veneziano, Vital do Rêgo Filho, Nilda Gondim, Rodrigo Soares e Tavinho Santos.

Presidente

O procurador federal José Galdino da Silva Filho, empossado neste mês como presidente da Associação Nacional dos Procuradores Federais (ANPAF), quer lutar pela valorização da advocacia pública.

Caneta silente

Tendo concedido um reajuste de 1% aos servidores do Estado, o governador Ricardo Coutinho decidiu silenciar (não sancionar nem vetar) sobre o projeto de lei 6/2015, do Tribunal de Justiça, que fixa o reajuste dos seus servidores em 6%. Ele deixou a responsabilidade para a Assembleia, que terá de promulgar. E o TJPB esperando para pagar aos servidores.

Bancada federal

Apenas quatro deputados compareceram ontem a uma pretensa reunião da bancada no Tribunal Regional do Trabalho (TRT-PB), para tratar de questões do funcionalismo: Wilson Filho, Efraim Filho, Manoel Júnior e Hugo Motta.

***

#SintoniaFina #Política

Você pode gostar também

0 comentários