Festa da Luz 2015: blog aponta erros e acertos

A pesar de ainda não estar totalmente concluído, o Parque de Eventos Ronaldo Cunha Lima, onde ...


Apesar de ainda não estar totalmente concluído, o Parque de Eventos Ronaldo Cunha Lima, onde a Festa da Luz 2015 aconteceu, foi aprovado pela maioria da população de Guarabira (PB). A maior prova disso são os comentários postados nas redes sociais. O mais importante, porém, é que a festa foi realizada na maior tranquilidade.

A Festa da Luz 2015 acabou. É hora de avaliar o que deu certo e o que deu errado, os erros e acertos no evento deste ano. Eu, por exemplo, fiz algumas anotações e gostaria de compartilhar com você que é leitor do blog. Se desejar, use este espaço e deixe seu comentário, afinal, este é, de fato, um espaço de opinião. Comente!


Brega Luz: Mais uma vez o ‘Brega Luz’ foi bastante prestigiado e elogiado. Elogiado, principalmente, pela população. Além da qualidade de som e das atrações contratadas, o espaço do brega ficou maior e mais ‘sofisticado’. O palco virou uma verdadeira ‘vitrine’ para quem se apresenta no local. Mas é preciso rever o posicionamento desse palco para que o público das mesas possa ter visão dos shows.

Palco Luz: O som e o nível dos dois palcos principais também foram bem avaliados pela imprensa e por várias pessoas. De fato, tanto quem esteve na frente como quem estava mais afastado, teve a visão dos shows. Este ano a organização da Festa da Luz instalou dois telões de ‘led’ para projetar imagens dos palcos. A intenção foi boa. Mas na abertura da festa apenas um deles funcionou. O outro deixou a desejar. Seria interessante que, no próximo ano, os telões também ‘transmitissem’ as imagens do ‘Brega Luz’ e, a cada 30 minutos, por exemplo, exibissem a marca dos patrocinadores da festa.

No camarote da imprensa: Este ano os profissionais de imprensa foram colocados, de novo, num camarote próprio. O espaço, no entanto, ficou pequeno para acomodar tanta gente de fora. Faltou controle da organização da festa e consciência por parte de alguns colegas. E em virtude da ‘tenda’ da mesa de som no meio do parque, a visão do segundo palco também ficou comprometida para quem cobre o evento com câmera de vídeo em ponto fixo, por exemplo. Também não pode faltar, pelo menos, água para os profissionais.



Transporte de graça: A ideia de colocar transporte gratuito para conduzir as pessoas para o local da festa foi boa e necessária. Pelo que pude observar, o serviço foi executado como fora anunciado pelo prefeito. Sem transtornos.

Transporte pago: O cadastramento de taxistas e moto-taxistas da cidade para a condução de pessoas ao espaço da festa também foi uma boa opção para o público. Os profissionais cadastrados também tiveram oportunidade de ganhar um dinheirinho a mais para ajudar no orçamento de casa.

Comunicação Institucional: A Comunicação da PMG fez o que pôde para deixar a imprensa suprida de todas as informações necessárias para a cobertura da Festa da Luz 2015, se velando de grupo no Whatsapp, de emissão de e-mails e ligações para os profissionais credenciados. Como sempre, Jefferson Carlo é um rapaz bem intencionado que procura manter uma boa relação com a imprensa.

Repercussão da festa: Mesmo com todas as críticas contrárias, a Festa da Luz 2015 teve repercussão positiva, principalmente fora do município. O evento foi bastante comentado nas redes sociais e blogs. Aqui na Paraíba, o Jornal da Paraíba e as tevês Cabo Branco/Globo e Correio/Record geraram imagens da festa.

Sem transtorno no bairro: Enquanto uns falaram contra a realização da Festa da Luz 2015 no parque do poeta, moradores da Avenida Sabiniano Maia, no Bairro Novo - onde o evento era realizado -, postaram comentários nas redes sociais agradecendo à gestão pela iniciativa de mudar o local da festa. Este ano houve tranquilidade no bairro e o trânsito ficou livre na área.


Bell Marques pode voltar em 2016: Se tudo der certo, conforme o prefeito Zenóbio, o cantor Bell Marques vai voltar a se apresentar em Guarabira na Festa da Luz do ano que vem. Quem foi, realmente, aprovou o show do Bell.




Camarotes: Este ano os camarotes da Festa da Luz ficaram um pouco afastados dos palcos principais. A organização precisa rever esse detalhe estudando novas opções.

Ocorrências: Conforme Nota da Polícia Militar, a abertura da Festa da Luz em Guarabira foi tranquila. Foram registradas apenas três ocorrências. Nada grave. No geral, segundo o Comando do IV BPM, Não houve insubordinação, consequência de planejamento, estrutura e ação de vários setores, sobretudo por parte da Polícia Militar.


Imagens aéreas de verdade: Durante as noites de festa, tinha um ‘drone’, veículo aéreo não tripulado, sobrevoando a área do evento e captando imagens do local.

Atrações: A diversidade musical da Festa da Luz tem sido mantida pela atual gestão. Pode melhorar, no entanto. Eu acho necessário tentar agradar ao maior público possível com artistas de vários gêneros. Eu tenho minhas preferências, mas acredito que o público saiu satisfeito com as atrações desse ano. 




Atração religiosa: Faltou uma atração religiosa. O Pe. Manzotti, por exemplo, poderia ter vindo se tivessem agendado com ele, que não cobra cachê, nem se apresenta em evento pago – salvo, em benefício social. Faltou boa vontade da PMG e atitude própria por parte da Diocese.

Comércio de camarotes: Foi uma boa ideia a organização da Festa da Luz 2015 tomar a iniciativa de comercializar os camarotes do evento. Na Praça do Novo Milênio, onde a festa acontecia, os camarotes eram instalados em terrenos particulares e comercializados por empresários do ramo. Já no Parque do Poeta, o espaço é de domínio público. Assim, realmente não faz sentido que dois ou três empresários de eventos se ‘apropriem’ do local para faturar e tirar proveito da festa.





Pontualidade: A pontualidade é importante. Este ano, então, a organização foi pontual em quase tudo. 






Brinquedos: A localização dos ‘brinquedos’, no meu ponto de vista, não foi a melhor. Resta saber se há outras opções de lugar para armar os parques. 






Segurança: Nota 10 para a segurança implantada na festa desse ano, em todos os sentidos - com destaque para a central de monitoramento.








Comércio informal: Os vendedores ambulantes, que comercializaram bebidas na festa, por exemplo, ficaram em um ponto fixo no parque. 








Sinalização: A falta de sinalização causou alguns transtornos no acesso e no interior da festa.






Pronto. Estas são, apenas, algumas anotações que fiz com base em observação durante as noites de festa. Em síntese, ficou claro que o evento deste ano teve mais acertos que erros. #Política #FestaDaLuz2015 

Você pode gostar também

1 comentários

  1. A festa foi ótima, sem dúvida a melhor dos últimos tempos, organização muito bacana, segurança também, enfim. Eu só acho que em questão de palco, a festa ainda tem que melhorar, até porque a Festa da Luz é grandiosa e merece um palco grande, digno, com um cenário n "fachada", assim como em Campina Grande e em outros lugares. Outra coisa que deveria ter acontecido foi a contratação da atração religiosa, afinal, a festa é de Nossa Senhora da Luz e é mais do que justo. No mais, parabéns aos organizadores do evento, esse ano foi muito bom, e espero que em 2016, seja ainda melhor.

    ResponderExcluir