Obiang não seria um bom petista?

Nonato Nunes , jornalista Amigo leitor. Respondendo à pergunta acima: sinceramente, acredito que seria uma referência sem igual. Devo e...

Nonato Nunes, jornalista

Amigo leitor. Respondendo à pergunta acima: sinceramente, acredito que seria uma referência sem igual. Devo esclarecer que a minha resposta tem a ver com a “Cloaca Máxima” em que transformaram o Brasil nos últimos anos. Mas o fato é que os procuradores brasileiros estão agora no encalço dos investimentos, por aqui, de Teodoro Nguema Obiang Mangue.

E quem é esse sujeito? É ninguém menos que o filho do ditador da Guiné Equatorial, país que teria repassado a quantia de R$ 10 milhões de reais para que a escola de samba Beija Flor, de Nilópolis, promovesse as “belezas naturais” do país e, como consequência, fizesse a apologia de uma das mais sanguinárias ditaduras do continente africano. E para que o amigo leitor possa ter um pouco mais de intimidade com o nome desse indivíduo passaremos a tratá-lo, doravante, por Obianguinho, mais simpático e mais fácil de diferenciá-lo do pai.

Pois bem. O ditador Obiang já vem sendo alvo de investigações na França, na Espanha e nos Estados Unidos, pelo cometimento de diversos crimes. Por aqui o Ministério Público Federal descobriu pelo menos 08 carrões de luxo, do tipo Lamborghini, Porsche e Ferrari, como sendo pertencentes a Obianguinho. Seria aquela uma “ínfima parte” dos seus brinquedinhos de luxo? E os investimentos particulares do aprendiz de ditador, no Brasil, podem ir mais além. Uma cobertura, avaliada em R$ 56 milhões de reais, localizada no elegante bairro paulistano dos Jardins, também seria parte da lavagem do dinheiro roubado do miserável povo da Guiné Equatorial.

E tem mais... A Câmara de Vereadores da cidade do Rio de Janeiro está na iminência de criar uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para apurar a origem dos tais R$ 10 milhões de reais que patrocinaram a escola de samba Beija Flor. Por sua vez, a escola já anunciou que só irá se pronunciar quando for oficialmente convocada a prestar esclarecimentos sobre o caso. O que não irá demorar... Mas de onde vieram esses R$ 10 milhões? Até o momento ninguém sabe - ninguém viu...

O jogo de empurra-empurra aponta para o ditador Teodoro Obiang, maior interessado em promover a ditadura dele no país do vale-tudo. Depois surgiu a informação de que toda aquela dinheirama teria sido repassada por duas das empreiteiras envolvidas na Operação Lava Jato: Odebrecht e Queiroz Galvão.

Do jeito que a coisa vai talvez o Ministério Público Federal tenha mesmo de recorrer a alguma entidade espiritual para descobrir tal mistério. Ou quem sabe pedir explicações a algum extraterrestre que tenha resolvido, numa dessas visitinhas fortuitas, dar uma espiadinha no carnaval carioca e que, num gesto humanitário, tenha decidido fazer uma doaçãozinha a Beija Flor...

O certo, amigo leitor, é que, até o momento, tudo o que se sabe é que a escola teria sido patrocinada por meio de uma espécie de “moeda virtual” a qual não se sabe de onde veio.

Uma última informação: Obianguinho foi nomeado, em 2012, para o cargo de vice-presidente para a defesa e segurança do povo guinéu-equatoriano. Agora vai...

Um abraço e até a próxima.

*** 
#Política

Você pode gostar também

0 comentários