Priziacas, o bloco de todas as tribos

Cleoma Toscano e Alexandre Moca Por Alexandre Moca Os Priziacas, bloco carnavalesco criado ...

Cleoma Toscano e Alexandre Moca

Os Priziacas, bloco carnavalesco criado há oito anos em Guarabira, saiu ontem (quinta feira, 12) da Rua do Juá. A concentração, como acontece todos os anos, se deu em frente à bodega de Neco Rato.

Fundado por uma confraria de frequentadores do bar, e tendo como principais idealizadores os foliões Calcélio Gavão e Youssef Azevedo, o bloco emplaca o seu oitavo ano de existência com muita história para contar.

Talvez, uma das mais interessantes seja a do “não sair” que acontece entre os meses de dezembro e janeiro, quando os foliões começam a cobrar informações dos organizadores sobre a saída do bloco. Estes, por sua vez, comunicam oficialmente que o bloco não vai sair, alegando que dá muito trabalho organizar, conseguir patrocínio e botar o bloco na rua, para, logo em seguida, diante dos veementes apelos e da colaboração dos amantes da folia, os Priziacas ganharem a avenida em direção ao centro da cidade, não sem antes se concentrar longamente na porta do bar. Isto acontece, praticamente, desde o segundo ano.

A cada ano o bloco conta com um número maior de foliões e amplia uma das suas principais características, que é a de forma ecumênica, abrigar todos os segmentos sociais e políticos em um espaço onde a alegria pode ser exercida em seu estado mais puro, revivendo a tradição dos antigos carnavais.

***
#Cultura














(Fotos; Alexandre Moca)

Você pode gostar também

0 comentários