Atenção: defesa de Renan é custeada por você

Do Blog do Josias de Souza Renan Calheiros protocolou no STF sua primeira   petição   no caso...


Renan Calheiros protocolou no STF sua primeira petição no caso do petrolão. Na peça, ele se diz vítima de “inverdades”, sustenta que o procurador-geral Rodrigo Janot “atropelou a legislação” e tenta dissuadir o ministro Teori Zavascki da ideia de abrir inquérito para apurar as suspeitas do seu envolvimento na roubalheira da Petrobras. Renan não contratou advogado. Quem assina sua defesa é o advogado-geral do Senado, Alberto Cascais.

Repetindo: delatado na Operação Lava Jato por suposto recebimento de petropropinas, Renan espetou sua defesa no bolso do contribuinte. Sim, isso mesmo. Você está financiando a tentativa do presidente do Senado de se livrar de uma investigação destinada a apurar o envolvimento dele na violação dos cofres da Petrobras, cujo acionista majoritário é a União, que também é financiada por você.

Calma, não se desespere. É verdade que Renan acomodou apadrinhados na Petrobras. Entre eles o ex-senador Sérgio Machado, que fincou raízes na Transpetro por 12 anos. Mas todo mundo sabe que Renan fez as indicações movido pelo idealismo, impulsionado pela vontade de servir a sociedade, embalado por uma irrefreável entrega altruísta ao bem público.

Imagine se Renan não fosse esse patriota inquestionável. O brasileiro em dia com o fisco correria o risco de ser convertido num tolo de mostruário: o sujeito pagaria os impostos, seria assaltado e ele mesmo pagaria a defesa do salteador. É um alívio saber que Renan não é o Calheiros que o procurador-geral Rodrigo Janot imagina.
***

#Política

Você pode gostar também

0 comentários