Irã e EI competem pela liderança da militância islâmica, diz Netanyahu

O premiê de Israel, Benjamin Netanyahu, afirmou em discurso controverso no Congresso americano ...


O premiê de Israel, Benjamin Netanyahu, afirmou em discurso controverso no Congresso americano nesta terça-feira (3) que o Irã e o grupo extremista Estado Islâmico competem pela "coroa da militância islâmica" e ambos devem ser combatidos.

"Ambos querem impor um império islâmico, primeiro na região e então no mundo inteiro. Talvez eles discordem sobre quem deva liderar", afirmou Netanyahu.

"Nesta sangrenta guerra de tronos, não há lugar para a América ou para Israel. Não há lugar para cristãos, judeus ou muçulmanos. Quando se trata de Irã ou do EI, o inimigo do seu inimigo é seu inimigo", acrescentou.

"Derrotar o EI e permitir que o Irã tenha uma arma nuclear seria vencer uma batalha mas perder a guerra", afirmou. "Todos nós devemos agir juntos para impedir a marcha de conquista, subjugação e terror do Irã."

O discurso do premiê israelense coincide com a retomada das negociações entre as potências ocidentais e o Irã em torno do programa nuclear iraniano.

A visita foi combinada com líderes republicanos, sem o conhecimento ou a participação do governo do democrata Barack Obama. Cerca de 50 representantes democratas boicotaram a presença do premiê israelense.

Netanyahu usou a maior parte do discurso para criticar as negociações nucleares com o país persa -- que argumenta que precisa desenvolver sua capacidade nuclear para fins pacíficos de infraestrutura.

Para o premiê, o acordo em negociação é ruim porque  "deixa o Irã com um vasto programa nuclear e levanta as restrições sobre esse programa em cerca de uma década".

"Nossos vizinhos sabem que o Irã ficará ainda mais agressivo se não for controlado", acrescentou.

Netanyahu foi interrompido por fortes aplausos em diversas ocasiões. Entre os convidados para o pronunciamento estava o sobrevivente do Holocausto e prêmio Nobel Elie Wiesel. (UOL, com agências internacionais)
***

#Sociedade #Política

Você pode gostar também

0 comentários