Imprensa do Vale do Mamanguape é censurada pelo Governo do Estado; assessoria do governador proíbe repórteres de perguntar a RC durante Orçamento Democrático

Foto: Do Facebook de RC A imprensa do Vale do Mamanguape passou por um ‘vexame’ durante o cicl...

Foto: Do Facebook de RC

A imprensa do Vale do Mamanguape passou por um ‘vexame’ durante o ciclo de debates do Orçamento Democrático Participativo Estadual, realizado neste final de semana, na cidade de Mamanguape (PB).

Conforme publicação do site PB Vale, houve ‘censura prévia’ por parte da assessoria do governador Ricardo Coutinho (PSB). A ordem era para que os repórteres evitassem perguntas de cunho político.

Em mais uma tentativa de levar respostas à sociedade, a imprensa foi impedida de continuar a cobertura por insistir em perguntar sobre aquilo que RC "não estudou para responder" na ocasião sem comprometer sua imagem na mídia.

“Recebemos um sonoro pedido da assessoria para que evitássemos perguntas e encerrássemos mais uma tentativa de fazer nosso trabalho”, afirmou Alex Figueiredo, da Rádio Litoral Norte.

Já o jornalista Felipe França, do portal de notícias PB Vale, confirmou que até foi puxado pela camisa enquanto perguntava sobre o recapeamento asfáltico da PB-041 que liga Sapé a Baia da Traição.

“Depois que o governador falou sobre o orçamento democrático na rápida entrevista, contrariando a ordem da assessoria, fiz uma única pergunta sobre o recapeamento do asfalto da PB-041 que liga as cidades de Sapé até Baía da Traição, ele respondeu que não falaria de início de obras sem que antes tivesse uma ideia clara do novo cenário econômico nacional. No momento, um assessor puxava minha camisa por trás pedindo pra eu parar de perguntar”, relatou.

Outro profissional de imprensa, o radialista Álvaro Costa, também foi ignorado pelo chefe do Executivo Estadual, que mais uma vez evitou responder alegando que o assunto teria sido tratado na planária do Orçamento Participativo. 

“Perguntei sobre o processo das casas da Cia. de Tecidos de Rio Tinto, que foi uma promessa de campanha do governador ao passar na cidade. Ele gesticulou com as mãos e balançou a cabeça pedindo pra parar, alegando que o assunto teria sido tratado na plenária do OD”, disse Álvaro Costa, da Interação FM.

“De acordo com release publicado pela Secom estadual, as audiências do Orçamento Democrático são um espaço de diálogo direto da população com o Governo, com o objetivo de debater sobre as reivindicações populares e de prestar contas daquilo que vem sendo desenvolvido, em obras, ações e serviços, nas regiões. No que parece, o diálogo democrático e livre, neste caso, só não foi possível com a imprensa, principal responsável por levar a informação aos cidadãos”, diz Nota de rodapé da editoria do PB Vale.

É. Parece, então, que ao ‘fugir das perguntas dos repórteres’ – falo daqueles 'não comprados', que mantêm uma linha de isenção -, o Governo de RC deu uma clara demonstração de quanto é “novo, aberto ao diálogo e democrático, inclusive no trato com a imprensa”.

Neste sábado (18), o governador Ricardo esteve cumprindo agenda em Guarabira. Membros da imprensa local foram ao evento. Ninguém, porém, ousou perguntar ‘o que estava fora do script do Governo’: e quem é doido de perder a ‘boquinha’? O Estado paga bem. #Política

Você pode gostar também

0 comentários