Roberto Paulino responde a Ricardo e rompe politicamente com o governador

Do Fato a Fato JOÃO PESSOA (PB) – O ex-governador Roberto Paulino (PMDB), em contato com a ed...

Do Fato a Fato

JOÃO PESSOA (PB) – O ex-governador Roberto Paulino (PMDB), em contato com a editoria de Fato a Fato, anunciou seu rompimento político com o governador da Paraíba, Ricardo Coutinho (PSB). Agindo com diplomacia ao tratar sobre o assunto, Paulino disse não aceitar os ataques de “zenobistas-girassóis” contra a sua família.

Na noite desta segunda-feira (04) e demonstrando explícito desapontamento com notícia publicada em um site da Capital, onde o Chefe do Executivo estadual tenta desqualificar a imagem do deputado Raniery, Roberto Paulino diz lamentar que alguns assessores do Governo estejam querendo reeleger o prefeito de Guarabira, por isso vêm usando os meios de comunicação para atingir seu filho, cuja atuação na Assembleia Legislativa é elogiada por grande parte da classe política paraibana.

- Tenho dito isso em várias ocasiões. Na imprensa e pessoalmente ao governador – afirmou.

- Todos viram que me pronuncie, pedindo união das oposições em Guarabira e cobrando do atual gestor o cumprimento de suas enganosas promessas de campanha. Hoje (segunda-feira, 04) ficou claro, em entrevista publicada em sites, nossos apelos para o prefeito guarabirense resolver os graves problemas enfrentados pela população, mas, os partidários-girassóis de Zenóbio não tiveram coragem de defendê-lo de púbico e vieram, em nota, atacar a minha família. Isso eu não posso aceitar – disse.

O vice-presidente estadual do PMDB, ao continuar seu contato com Fato a Fato, prossegue dizendo: “é bom Ricardo saber que Raniery nunca quis ir para o Governo. Ele recebeu emissários, inclusive com propostas pouco republicanas, mas, sempre as refutou. O meu filho não procurou o Chefe do Executivo, nem estar se valorizando”, garantiu Paulino.

O ex-governador afirmou que Raniery estava conversando com a bancada do PMDB na Assembleia Legislativa, tentando conciliar algumas arestas, mas, sempre encontrou obstáculos de setores do Governo.

- Agora conseguiram o meu distanciamento do governador. Prefiro estar ao lado da minha família do que ceder aos caprichos dos “zenobistas-girassóis”, ávidos pela reeleição do atual prefeito de Guarabira – garantiu.

Roberto Paulino disse que, em dezembro do ano passado, falando por telefone, Ricardo ofereceu uma secretaria ao deputado Raniery, mas, ele a recusou. O ex-governador afirmou ter votado em Coutinho por que achava ser a melhor opção, mesmo sabendo que iria, como estar sofrendo, séria retaliações do Governo em Guarabira.

Paulino afirma lamentar esses fatos, pois seu filho, mesmo estando viajando, tem sido atacado diuturnamente pelos “zenobistas-girassóis” de plantão. “Vou para a oposição. Não tenho medo de seguir esse caminho, uma vez que em muitos embates políticos estive defendendo tal bandeira”.

- Continuo esperando que Ricardo cumpra o que prometera em palanque ao povo guarabirense e da região. A perimetral, o hospital de trauma regional, conjunto habitacional e o shopping popular no local onde era a Casa da Cidadania – disse Paulino.

Ao final de seu contato com Fato a Fato, inclusive com a anuência de sua esposa, a ex-prefeita Fátima, Roberto Paulino avisou: “É um equívoco pensar que Raniery quer se auto-valorizar. Isso não acontece, por que ele não é mercadoria”.
***

#Política

Você pode gostar também

0 comentários