Porquê? Babá que agrediu Pâmela dominava técnica de defesa pessoal e pode ser uma PM infiltrada para vigiá-la

Do Blog do Dércio O governador Ricardo Coutinho não tem sido capaz de garantir a segurança do...

Do Blog do Dércio

O governador Ricardo Coutinho não tem sido capaz de garantir a segurança dos paraibanos, mas tem sabido usar o aparato policial para monitorar a distância e dentro do próprio lar a ex-primeira dama da Paraíba Pâmela Bório.

Cada passo de Pâmela é vigiado e o ex-marido recebe relatórios de gente da P2 , que, para bajular quem pode inserir vantagens em contra-cheque e determinar promoções, pode ter se passado até por babá.

A denúncia não é minha, apenas potencializo. Quem tá dizendo que a máquina tá sendo usada e transformando sua vida m um Big Brother é a própria Pâmela, que fez desabafos sobre o episódio que envolveu a "babá" do seu filho, uma senhora que sabe lutar como um profissional de defesa pessoal, conforme postou nas redes sociais.

Todo casal que se separa guarda mágoas e a troca de farpas faz parte. Mas, quando o caso em tela é do governador e a ex-primeira dama ganha as manchetes por ter chegado as delegacias de polícia... tem algum elemento explosivo a mais.

Alguma coisa em Pâmela mete medo no governador e tenho relatos de que ele e sua equipe ficam tensos quando ela posta alguma coisa, sejam fotos ou comentários.

Sabe-se que a separação de RC da ex-esposa Aglaê não foi fácil e até acusações que, se publicadas, manchariam a vida pessoas e política de RC, foram anexadas ao litígio, fatos e fotos comprometedoras.

Um relato da própria Aglaê afirma que RC mandou capangas a seguirem permanentemente só para amedrontá-la e forçar um acordo vantajoso. Para ele, é claro.

E agora vem Pâmela com novas insinuações ainda mais pesadas dos que as que Aglaê fez, levada a uma delegacia para ser inquirida por um delegado que lhe fez perguntas sobre o vínculo do Jampa Digital com o assassinato de Bruno Ernesto. Obviamente, pressão para amedrontá-la.

Através de Pâmela, ficamos sabendo que RC teria infiltrado uma "babá" que talvez seja uma profissional da área de segurança ou quem sabe até uma policial a paisana, com cacife financeiro(?) para viajar de avião para Salvador de última hora, conforme Pâmela postou e repercutiremos abaixo.

Com todas as letras Pãmela diz "ninguém me compre, ninguém me vende", acusa a Secom de espalhar mentiras contra ela em flagrante abuso da máquina e diz que foi "bode expeiatório no episódio de superfaturamento das contas da Granja".

O que Pâmela sabe que deixar RC tão nervoso?





***

#Política

Você pode gostar também

0 comentários