PMG inaugura ‘Memorial do Cordel' em Guarabira; artistas prometem protestar

Vem ai mais um capítulo da ‘novela política’ entre artistas de Guarabira (PB) e a gestão municipal. No próximo sábado (01) o prefeito Zenób...

Vem ai mais um capítulo da ‘novela política’ entre artistas de Guarabira (PB) e a gestão municipal. No próximo sábado (01) o prefeito Zenóbio Toscano (PSDB) pretende inaugurar o ‘Memorial do Cordel – José Camelo de Melo Resende’ nas dependências da disputada Casa da Cultura. O evento deve contar com a participação de poetas populares guarabirenses como Chico Pedrosa, Ismael Freire e Paulo Gracino, além de repentistas como Daudeth Bandeira e Felipe Pereira, por exemplo. A inauguração tem início às 20h, quando também será exibido um documentário sobre cultura popular.

Nos bastidores, a classe artística está organizando um novo protesto durante a inauguração do espaço cultural. É que artistas ligados ao Governo do Estado não querem permitir que a Prefeitura de Guarabira faça uso do espaço por se tratar de um prédio público estadual, sobre o qual eles alegam ter posse através da Associação de Arte e Cultura de Guarabira. O prefeito Zenóbio Toscano, no entanto, diz estar amparado por decisão judicial. Assim, então, o evento vai acontecer. O protesto também. Como escrevi em artigo anterior, eu já vi esse filme antes. #Cultura #Política 

Você pode gostar também

3 comentários

  1. Amigo Percinaldo Toscano, seu convite me lembrou que, se a Casa de Cultura se encontra em litígio, e se o prefeito tem apenas um mandato de segurança, caberia ao mesmo acionar o governo do estado para projetar tal memorial do Cordel. Na verdade, não ocorreu esse contato, pois o Secretário Lau Siqueira esteve aqui em Guarabira na ultima sexta-feira, e disse claramente que já notificou o prefeito pelo fim da parceria e pedido de devolução da Casa para a Secretaria de Cultura do Estado. Me estranha que os vereadores não estejam atentos a essa questão, então clamo aos representantes do legislativo: Michelle Paulino, Lucas Porpino, Marcelo Bandeira, Beto Meireles, Saulo De Biu Brunelly, Bica, Ze Zé Ismai, entre outros para que através do legislativo, convidem o prefeito a explicar sobre esses atos de abuso de poder e de desrespeito as instituições, tanto governamentais, quanto populares, representas pela Secretaria de Cultura e pela Associação de Artistas de Guarabira. Não estamos vivendo em uma ditadura, como pensam alguns.

    ResponderExcluir
  2. O prefeito Zenóbio Toscano, em sua campanha política nos garantiu que iria construir um Memorial do Cordel. Mas preferiu criar confusão com os artistas, diga-se de passagem, aqueles que apoiaram o candidato eleito. Nesse caso, passou a existir uma completa desvalorização da arte, cultura e artistas locais. Essa casa de cultura não é patrimônio municipal, pois pertence a Secretaria de Educação e Cultura da Paraíba. Que havia sido repassada para a Secretaria Estadual de Cultura, criada pelo governador Ricardo Coutinho e estava na responsabilidade da Gerencia estadual de Cultura, um espaço em que os artistas locais realizavam suas atividades, reuniões, eventos culturais. Nesse caso, me envergonho com esse convite, pois não existe mais relações saudáveis entre o poder público local, os artistas e o próprio governo do estado, em relação a este espaço, em especial pela atitude judicialista impetrada pelo prefeito. Espero que o prefeito saia desse ambiente sem nexo e cumpra as suas promessas de campanha, gostaria muito de ver a construção do Memorial do Cordel e a minha sugestão é que ele construa no espaço de eventos poeta Ronaldo Cunha Lima. Naquele espaço também cabe um excelente teatro, pistas para skeitistas, escola de artes, entre outras atitudes que de fato valorizem a cultura e os artistas de nossa terra. Se hoje me coloco em uma posição oposta aos atos do prefeito que ajudei a eleger é simplesmente, pelo fato de não esta vendo as operações políticas por ele sugeridas, acontecendo de fato. As minhas sugestões foram feitas e por ultimo, gostaria muito de ver a Casa de Cultura devolvida aos artistas locais e que o governo municipal implantasse de imediato o Fundo Municipal de Cultura e me coloco a disposição para contribuir com esse feito. A minha opção em apoiar os artistas é muito simples, pois desde que cheguei em Guarabira e faz exatos 15 anos, tenho neles o mais puro e desprendido sentimento cultural local, então tenho em Leledo Uma Voz Cidadã, Adriana Maria, Maurício Evaristo, Levi Lobão, Ademir Leal Batista, Pedro Francisco da Silva, Artur Silva, Silvania Rodrigues Nunes, Capoeira Angola Palmares Guarabira Brasil, Instrutora Daniela, Soraya Ayres, Levy Galdino, Alighieri Damião, Aurélio Damião, Damião Santos Costa, Bejamim Carlos e tantos outros, pois carregam em si a Voz da Cultura local. Saudações.

    ResponderExcluir
  3. essas pessoas esquecem que cordel também é cultura...acorda parceiro

    ResponderExcluir