Relator abre prazo para alegações finais na ação que pede cassação do governador por excesso de nomeações em ano eleitoral

Do Blog do Helder Moura Os advogados do governador Ricardo Coutinho e do senador Cássio Cunha Lima, além de representantes do Ministéri...

Do Blog do Helder Moura

Os advogados do governador Ricardo Coutinho e do senador Cássio Cunha Lima, além de representantes do Ministério Público Eleitoral, terão três dias (contados desta segunda, dia 13), para se pronunciarem no âmbito da AIJE (Ação de Investigação Judicial Eleitoral), que pedem a cassação de RC por nomeações supostamente excessivas em 2014, ano da eleição.

O prazo foi concedido pelo desembargador-relator do processo, José Aurélio da Cruz. Essa a AIJE vem marcada pelo embate entre as partes, após o advogado Fábio Brito, do governador, ter questionado números enviados pelo Tribunal de Contas do Estado, sobre o número de contratações realizadas pelo governador durante o ano passado.

O TCE, como se sabe, reconheceu um equívoco nos números e, ainda na semana passada, enviou as correções para a Justiça Eleitoral, que havia concedido um prazo de dez dias ao Tribunal de Contas. Ao mesmo tempo, uma outra AIJE também entra na fase das alegações finais para julgamento pelo Tribunal Regional Eleitoral, e trata de benefícios supostamente eleitoreiros concedidos a alguns grupos de servidores.
***

#Política 

Você pode gostar também

0 comentários