Vergonha alheia. Dilma deixa PB de fora, novamente

Do Blog do Hermes de Luna O Governo Federal lançou a segunda fase do Programa de Investimento...

Do Blog do Hermes de Luna

O Governo Federal lançou a segunda fase do Programa de Investimentos em Logística (PIL), que promete mobilizar recursos de R$ 198,4 bilhões, beneficiando diretamente 20 estados e 130 municípios. Passamos uma lupa nos anúncios e descobrimos que a Paraíba aparece apenas quando se fala em arrendamento de área pública no Porto de Cabedelo.

Poderíamos parar por aqui. Não tinha mais nada a dizer, não fosse a tamanha desatenção do governo da presidenta Dilma Rousseff com um estado pobre, que tem na capital o único prefeito do seu partido eleito no Nordeste (Luciano Cartaxo) e um governador do PSB que vem defendendo sua gestão mesmo contrariando a cúpula nacional da legenda (Ricardo Coutinho).

Passa longe de uma gentileza com aliados. É preciso um olhar mais apurado para os investimentos que deveriam, obrigatoriamente, olhar para unidades federativas mais carentes, que historicamente se deparam com essas disparidades nos investimentos oficiais.

Talvez o governo,lá na frente, para apresentar justificativas à classe política paraibana, notadamente à bancada federal, apresente desculpas como a de que a concessão de trechos da BR 101 beneficiarão a Paraíba. Como assim? Concessão é a palavra que o Governo quer usar ao invés de privatização. Rodovias federais serão requalificadas por empresas privadas, que passarão a cobrar pedágios dos usuários. Onde está o benefício do governo para a população?

Os investimentos em concessões em rodovias, ferrovias, portos e aeroportos lançados nesta terça-feira (9) passaram longe, no caso da Paraíba, da tentativa de “ampliação de um grande pacto nacional do governo com a sociedade, com a iniciativa privada e com estados e municípios pelo desenvolvimento do Brasil, com sustentação do emprego e da atividade econômica”, como discursou a presidenta Dilma Rousseff.

O vizinho estado de Pernambuco, merecidamente, receberá investimentos da ordem de R$ 6,5 bilhões se PIL, lançado por Dilma der certo. A iniciativa prevê a concessão à iniciativa privada de 564 quilômetros de rodovias federais naquele estado, incluindo o futuro Arco Metropolitano, o trecho da BR-232 que vai do Recife até o Cruzeiro do Nordeste, em Sertânia, além da BR-101.

O PIL contempla também o Rio Grande do Norte e o Ceará. A Paraíba, mais uma vez, ficou ilhada. Não dá nem pra dizer que ficamos a ver navios. No máximo, olhando para a limpeza de um terreno público do porto que será usado por terceiros.
***

#Política

Você pode gostar também

0 comentários