Correios e Telégrafos devem entrar em greve a partir desta quarta-feira

Do ClickPB Os trabalhadores em Correios e Telégrafos na Paraíba devem amanhecer em greve nest...

Do ClickPB

Os trabalhadores em Correios e Telégrafos na Paraíba devem amanhecer em greve nesta quarta-feira (16). Eles vão realizar assembleia nesta terça-feira (15), a partir das 19h, para deliberar sobre a possível deflagração de greve por tempo indeterminado, a partir da zero hora desta quarta-feira, caso a contraproposta da Empresa seja rejeitada. De acordo com o sindicato da categoria, a perspectiva é de deflagração da greve.

"A tendência é deflagração da greve porque a proposta da empresa é reposição da inflação zero. A proposta não contempla as reivindicações dos trabalhadores e deve ser rejeitada hoje à noite", disse Emanuel de Souza, do Sindicato dos Trabalhadores da ECT (Sintect-PB). Na Paraíba a categoria é composta por 1580 trabalhadores, entre carteiros, atendentes comerciais e operadores de triagem e transbordo. Entre as reivindicações dos trabalhadores está, inclusive, a contratação imediata de 200 novos carteiros e 200 atendentes, para suprir o déficit de pessoal.

De acordo com o sindicato, as negociações com a Direção dos Correios em Brasília já duram 50 dias e enquanto os trabalhadores reivindicam 12% de reposição da inflação, mais aumento real de R$ 300,00, vale alimentação de R$ 40,00, vale cesta de R$ 350,00 e demais itens da pauta de reivindicações, a contraproposta da ECT se ressume a uma Gratificação de Incentivo à Produtividade-GIP no valor de R$ 150,00 em agosto de 2015 e R$ 50,00 em janeiro de 2016 e reajuste de 9,56% no vale alimentação e cesta básica.

"Essa contraproposta com reposição zero da inflação, aumento real de salário zero e gratificação de produtividade substituindo reposição salarial é inaceitável e tende a ser rejeitada nas assembleias de hoje com deliberação de greve da categoria, por tempo indeterminado a partir zero hora desta quarta-feira", diz, em nota, o Sintect-PB. Segundo Emanuel, atualmente, o salário base de um carteiro é R$ 1.132,00.

Na Paraíba, a assembleia acontecerá na noite de hoje na sede do Sintect-PB, na rua Duque de Caxias, no Centro, em João Pessoa. Os 36 sindicatos da categoria no país realizarão assembleias hoje para avaliação da contraproposta e deliberação da greve.

Na Paraíba, conforme o sindicato, a média é de 400 mil correspondências entregues por dia, o que representa quatro toneladas diárias em todo o Estado.
***

#Política #Sociedade

Você pode gostar também

0 comentários