Luciano Cartaxo - Depois de usar, abusar e se lambuzar do PT

Por Belarmino Mariano Neto Repetindo: LUCIANO CARTAXO - Depois de usar, abusar e se lambuzar ...

Por Belarmino Mariano Neto

Repetindo: LUCIANO CARTAXO - Depois de usar, abusar e se lambuzar do PT, feito rato em velha embarcação, pulou fora e com ele todo um grupo venal que conseguiu extrair o máximo de dividendos possíveis.

O pior de tudo é a desculpa esfarrapada: dizer que saiu do PT por causa dos escândalos de corrupção do PT em nível nacional. Como se os escândalos estivessem acontecendo nesse momento? Onde estava Cartaxo na época do Mensalão petista? Onde esta o Cartaxo que deveria ser forte para mostrar a sociedade que nem todos os petistas são corruptos? Dissesse a verdade, que saiu por que só pensa em se reeleger e para isso, não importa ideologia, não importa princípios e nem bandeiras políticas.

Ele entrou no PT em 1996. Em 1995 foi o ano em que eu estava saindo do PT, exatamente por que gente como Cartaxo estava tomando conta do ParTido em todos os cantos e recantos desse país. Em 1995 foi o ano exato em que o PT capitulou em seu programa de matriz socialista, apresentando um falso programa democrático e popular. Na época houve uma "caça as bruxas", o fim de livre organização partidária em tendências e expulsão de vários agrupamentos políticos que eram considerados radicais, xiitas ou sectários. Naquele ano o PT fez uma limpeza ideológica em seus quadros, justamente para caber no ParTido, gente do quilate de Cartaxo.

Até aquele ano Eu era da AJR (Aliança da Juventude Revolucionária/PT), militante estudantil, antes de ser expulso, optei por sair livremente do partido. Muitos companheiros foram expulsos. Os demais companheiros que quisessem continuar no PT, não podiam se organizar em suas tendências. Mas a grande tendência do PT, a Articulação (grupo majoritário) passou a atuar em uma política completamente eleitoreira e fisiologista. Todo tipo de negociação e de coligação passou a existir dentro do PT.

Nesse período, muitos companheiros saíram e foram construir outras alternativas políticas no campo da Esquerda. Daí surgiram o PCO, o PSTU, PV e o PSOL, entre outros agrupamentos de esquerda. Este grupo de esquerda passou a ser hostilizado pelo PT. Um dos melhores exemplos foi o caso da então senadora Heloísa Helena e os então deputados federais Luciana Genro, Babá e João Fontes, que foram expulsos do PT por irem contra a orientação do governo petista e votarem a favor do povo brasileiro. Estes fundaram o PSOL. Ou seja, horam as suas ideologias, seus princípios de defesa do socialismo.

Para quem não sabia, Cartaxo, assim como muitos outros que entraram no PT sem ideologia alguma, nunca foram petistas de verdade, nunca tiveram uma ideologia de esquerda, sempre estiveram na base da conveniência, fazendo manobras e conseguindo articular espaços de controle do partido. Mesmo em meio a profunda crise nacional vivida pelo PT, a saída de Cartaxo é uma alento e escolher justamente, ir para um partido fisiologista e de direita, nacionalmente, uma sucursal do PSDB, para garantir espaços de poder dentro do governo federal do próprio governo petista.

Vejam para onde foi Cartaxo, para o PSD, partido que no congresso nacional fecha com as políticas conservadoras, neoliberais e de direita. Ele foi para onde sempre deveria, para o campo da direita.

Agora ele segue o caminho que o governador Ricardo Coutinho fez em 2010, vai para o guarda chuva da direita, das oligarquias políticas mais cholas do nosso estado. O PT que já esta perdido em sua trajetória política em direção de gerir as crises do capital e o caos neoliberal. Não duvidem nada se, em breve, também teremos um Lula e seu grupo saindo do PT, como se corrupto fosse o partido e não as pessoas que mamaram o quanto puderam e agora, descaradamente pulam fora.
***

#Política #Opinião

Você pode gostar também

1 comentários

  1. Valeu Ikeda, lhe agradeço pelo espaço para divulgarmos esse artigo de opinião política e viva o contraditório. Cartaxo foi e levou consigo muito pouca gente. Isso é um mal presagio diante de um partido sem expressão em João Pessoa, sem militantes e apenas com uma tradição conservadora e eleitoreira. Agora sem financiamentos privados, acho que ele será engolido da vida pública, assim como foi cicero lucena e tantos outros que se acompanharam com Cássio e Cia. Acho que no mínimo ele deveria ter lembrado da amiga Cozete Barbosa (PT) de Campina Grande, se aliou com Cássio dentro das regras dele e acabou-se políticamente.

    ResponderExcluir