Adele pede desculpas pela demora do novo álbum e revela detalhes

Da Billboard Brasil Com exceção da música feita para a trilha sonora do novo filme de James B...

Da Billboard Brasil

Com exceção da música feita para a trilha sonora do novo filme de James Bond – que rendeu um Oscar para a britânica –, Adele anda meio sumida. Essa ausência gerou, ao longo do ano, uma infinidade de boatos sobre o novo trabalho da cantora, sucessor de 21, lançado em 2011.

Nesta quarta-feira (21/10), a própria Adele finalmente falou sobre o seu próximo lançamento em uma carta direcionada aos fãs. Ela não revela a data de lançamento, mas confirma o título 25. “Quando eu tinha sete anos, queria ter oito. Quando eu tinha oito anos, queria ter 12. Quando eu fiz 12 anos, só queria fazer 18. Depois disso, eu parei de querer ser mais velha. Agora eu marco os quadradinhos dos 16-24 anos para ver se consigo passá-los! Sinto como se quisesse, o tempo todo, que a vida passasse. Sempre querendo ser mais velha, desejando estar em outro lugar que eu pudesse lembrar, mas desejando poder esquecer também. Querendo que eu não tivesse estragado tantas coisas boas porque estava com medo ou entediada. Desejando não ser tão pragmática o tempo todo ou que eu tivesse conhecido a minha bisavó melhor. Ou desejando não me conhecer tão bem, porque isso significa que eu sempre sei o que vai acontecer. Querendo que eu não tivesse cortado o meu cabelo, que eu tivesse 1,70 m. Desejando que eu tivesse esperado e que também tivesse me apressado”, desabafou a cantora.

“O meu último disco foi sobre o término de um relacionamento e, se eu tivesse que colocar um rótulo neste novo álbum, eu o chamaria de um disco de reconciliação. Eu estou me reconciliando comigo mesma. Fazendo o tempo perdido valer a pena. Compensar tudo o que eu fiz e também tudo que eu nunca fiz. Mas não tenho tempo para me agarrar às migalhas do meu passado como eu fazia. O que foi feito está feito. Fazer 25 anos foi um marco pra mim. Cambaleando entre ser uma adolescente velha e uma adulta completa, eu tomei a decisão de me tornar quem eu serei pra sempre sem uma van cheia de bobagens antigas. Sinto falta de tudo no meu passado, tanto do bom quanto do ruim, mas apenas porque ele não volta. Quando eu estava lá, eu queria sair! Típico. Estou falando sobre ser uma adolescente, falando besteira, não ligando para o futuro porque ele não importava antes como importa hoje. A habilidade de ser frívola com tudo e não sofrer consequências. Até seguir e quebrar regras… É melhor do que criá-las. 25 é sobre conhecer quem eu me tornei sem nem perceber. E peço desculpas pela demora, mas, vocês sabem, a vida aconteceu”, finalizou.
***

#Cultura #Música 

Você pode gostar também

0 comentários