Festa da Luz: Cresceu, mas não superou edições anteriores em diversidade musical

Anteriormente publicado em 27 de outubro. Atualizada em 29 de outubro de 2015, às 12h05 Na verdad...

Anteriormente publicado em 27 de outubro. Atualizada em 29 de outubro de 2015, às 12h05

Na verdade Aviões do Forró não é a primeira atração anunciada pelo prefeito Zenóbio Toscano (PSDB) como uma das atrações da Festa da Luz 2016. A primeira foi anunciada ainda durante a edição deste ano: Bell Marques, ex-líder do Chiclete com Banana.

Nesse mesmo período do ano passado, porém, o gestor já tinha anunciado quase todas as atrações da festa. Até agora, no entanto, apenas Bell Marques e Aviões estão confirmados. O cachê das duas atrações já deve passar dos R$ 300 mil, considerando a média de preço.

Conforme pesquisa do blog, um show do Aviões não sai por menos de R$ 150 mil e o de Bell Marques custa em média R$ 300 mil, salvo se houver algum desconto para a Prefeitura de Guarabira. É um investimento alto, por isso vale uma boa negociação e seleção das bandas.

Nas redes sociais, por exemplo, já há quem desaprove a contratação de Aviões. Embora satisfaça o gosto popular, o valor do contrato é um absurdo para uma banda que toca todo ano em Guarabira (PB), na maior festa de padroeira do interior do Nordeste.

Em seu perfil no Facebook, o blogueiro e advogado Eginaldes de Andrade escreveu:

“Ninguém aguenta mais essa banda de “forró” intitulada Aviões do Forró, na Festa da Luz. Todo ano essa enxurrada de bandas de forró de plástico invadem a região. Esperamos, pelo menos um dia, uma atração que dignifique a tão rica música popular brasileira.

O comentário acima não é uma opinião isolada. Eu, por exemplo, tenho a mesma opinião. Há anos ninguém pensa duas vezes antes de contratar uma banda como Aviões do Forró - que de forró não tem nada. Apesar de tudo, o contrato é feito.

Embora uma grande parte da população participe e “aprove” o show de Aviões, que faz uma música duvidosa e apela demais numa festa que leva o nome da padroeira da cidade, também cabe ao poder público investir o nosso dinheiro em opções de qualidade.

Muitas vezes o público se ‘acostuma’ com determinada banda pela falta de opção - tanto da mídia quanto dos governos que quase não investem em diversidade musical, por exemplo. E por falar em diversidade, está longe de Toscano alcançar Paulino nesse sentido.

Resta, apenas, um ano para o prefeito Zenóbio anunciar também uma boa atração do segmento pop rock, como aconteceu na gestão anterior. Roupa Nova, Paralamas, Jota Quest e Biquini Cavadão garantiram a diversão do povão em edições anteriores da Festa da Luz.

Outras atrações populares como Revelação, Calypso e Cia do Calypso, Xandy do Harmonia do Samba, Leonardo, e bandas de forró como a própria Aviões, por exemplo, também tocaram no evento durante a gestão anterior, garantindo mais diversidade musical para o público.

No governo de ZT a festa cresceu, reconheço – até por conta do Parque do Poeta, que ninguém mais sabe quando será concluído. Mas o nível de diversidade musical ainda não bateu o de Fátima Paulino (PMDB). O público mais exigente espera mais da atual gestão.

Zenóbio também investiu em grandes atrações de qualidade, mas de apelo regional como Elba Ramalho, Lucy Alves e Alceu Valença. Até agora nenhuma banda de pop rock ou cantor sertanejo foi contratado. Fátima trouxe o cantor Leonardo como mais uma opção. 

Além de Alceu Valença, eu sugeri a banda Skank para tocar este ano em Guarabira. O prefeito achou melhor trazer a cantora Anitta, de funk. Para o próximo ano, eu soube que é intenção de Zenóbio contratar uma atração sertaneja. 

Admito: a festa seria grande com Bell Marques e Aviões, que já estão confirmados; um sertanejo e uma banda de pop rock, como atrações principais. Ainda assim, a gestão de Paulino investiu em mais diversidade para a Festa da Luz. E digo isto sem nenhuma paixão política.

Nova informação: após a publicação deste artigo, em seu programa institucional de rádio nesta quinta (29), o prefeito ZT anunciou mais algumas atrações: a dupla sertaneja César Menotti e Fabiano, banda Mastruz com Leite, banda Labaredas e o cantor brega Paulo Márcio. 

Como Guarabira entrou na rota dos shows internacionais na atual gestão, que ajudou a trazer a banda SkullFirst, do Canadá, a cidade também já comporta a mesma diversidade de shows de um "Vest Verão", por exemplo. E a gente sempre espera que isso ocorra na Festa da Luz.

Fica a dica, prefeito! #Cultura #Política #Sociedade



Você pode gostar também

1 comentários

  1. Muito bem , todo ano ! Mas no governo de Fatima tinha tbm né ? É sempre um valor absurdo do contrato e agora q estão vendo ? .... Pelo Amor de Deus né .

    ResponderExcluir