Governo corta serviços em escolas e deixa alunos e professores sem Internet e telefone

  Do Blog do Helder Moura O Governo do Estado anunciou, em 2013, um programa de distribuição...

 
Do Blog do Helder Moura

O Governo do Estado anunciou, em 2013, um programa de distribuição de tabletes para alunos da escola da rede estadual. Uma bela iniciativa, sem dúvida. E poderia ser ainda melhor, não fosse por um pequeno detalhe: a maioria das escolas (e também várias repartições) está sem Internet e telefone. Os serviços foram cortados recentemente.

Apenas as escolas que são atendidas pelo Projeto Banda Larga nas Escolas, do Ministério da Educação, mantiveram os serviços. As demais, tiveram os serviços suspensos, a partir do cancelamento do contrato com a empresa Oi. Segundo relato de professores ao Blog, “impressiona que o Governo do Estado decida retirar a Internet e telefones das escolas”.

“O pior é que o governador fica se vangloriando do programa de tabletes, inclusive de uma parceria com o Google, e simplesmente retire a Internet”, observou um professor.

Tabletes – O programa de distribuição de tabletes teve investimento de R$ 19 milhões (cerca de R$ 12 milhões do Fundeb) e foi anunciado em fevereiro de 2013. À época, o programa previa entregar 26 mil unidades aos alunos, com acesso à Internet, além de mais 15 mil para professores, com recurso do FNDE (Fundação Nacional de Desenvolvimento da Educação).
***

#Política 

Você pode gostar também

0 comentários