Lideranças desdenham, mas Belarmino Mariano é pré-candidato a prefeito de Guarabira pelo PSOL; professor também será o articulador do partido na região

Embora este blog tenha adiantado que o professor Belarmino Mariano Neto colocou seu nome à dispo...

Embora este blog tenha adiantado que o professor Belarmino Mariano Neto colocou seu nome à disposição do PSOL, e que o partido terá candidato a prefeito em Guarabira (PB) nas eleições de 2016, algumas lideranças locais ainda desdenham da força da legenda e da influência de seus filiados, tanto que insistem em fazer “pesquisas” sem citar o PSOL e o seu pré-candidato a prefeito na cidade.

Neste domingo (18) o PSOL realizou seu 5º Congresso Estadual na capital João Pessoa, no qual Tarcio Teixeira foi eleito presidente estadual do partido. Belarmino Mariano, além de pré-candidato, também vai fazer parte da executiva da legenda no Estado e será um dos articuladores do PSOL na região do brejo. Belo é professor universitário e editor do blog Guarabira 50 Graus#Política 

Você pode gostar também

3 comentários

  1. Muito obrigado pelo espaço e pelas informações. Essa semana, pesquisadores que se identificam de Campina Grande, estavam fazendo pesquisa na Primavera com a São Manoel. Uma amiga me ligou e disse que meu nome não constava na relação de Pré-Candidatos de Guarabira. Pergunto, será que estas pesquisas terão validade? ou a intenção é enganar o povo mais uma vez?. O PSOL virá com força de vontade para assumir o poder em Guarabira e mudar as regras desse jogo político que só beneficia aos poucos que estão no poder local.

    ResponderExcluir
  2. Belarmino Mariano Neto tem todo meu apoio nesta missão árdua. Inclusive me disponho, se o camarada assim o quiser, a interromper minha campanha a vereador aqui em João Pessoa, Paraíba para ajudá-lo!

    ResponderExcluir
  3. O desfazer das intenções de uma pessoa para com a comunidade, por parte de outras pessoas públicas, só mostra o quanto pode ser dito na contra mão do que se quer calar. É um desencontro com a democracia.

    ResponderExcluir