TRE confirma para esta sexta audiência da AIJE do Empreender. Se ninguém tiver torcicolo

Do Blog do Helder Moura Está confirmada para esta sexta-feira (dia 16) a audiência do Tribuna...

Do Blog do Helder Moura

Está confirmada para esta sexta-feira (dia 16) a audiência do Tribunal Regional Eleitoral para a oitiva das testemunhas da AIJE (Ação de Investigação Judicial Eleitoral) do Empreender PB. A audiência seria realizada no último dia 2, mas foi suspensa após um advogado do governador Ricardo Coutinho alegar problemas de saúde. Ele disse estar sofrendo de cervicalgia, ou seja, torcicolo.

A AIJE do Empreender foi protocolada pelo Ministério Público Eleitoral, com base em centenas de testemunhos que os procuradores obtiveram em várias regiões do Estado. A AIJE pede a cassação do governador Ricardo Coutinho (e de sua vice Lígia Feliciano), por abuso de poder político e econômico, que teria desequilibrado o pleito em seu favor.

Dentre as inúmeras provas anexas ao processo, consta um relatório da Controladoria Geral do Estado apontando várias irregularidades na liberação dos recursos em ano eleitoral. Consta também um vídeo com o governador, gravado em pleno período eleitoral, entregando cheques para dezenas de pessoas vestidas com camisetas com a marca do Empreender PB.

Nas imagens, é possível assistir a chegada do então governador-candidato Ricardo Coutinho saudado com gritos e aplausos. Além de assinar um cheque gigante simbólico, o governador entrega pessoalmente cheques aos beneficiários do programa.

Audiência – A sessão deve iniciar a partir da 8h no Tribunal Regional Eleitoral, a menos que outro advogado do governador apresente algum problema de saúde (!). No dia 2, o advogado Antônio Leonardo Gonçalves de Brito Filho, como se sabe, apresentou solicitação do adiamento da audiência, alegando cervicalgia corresponde ao código CID 10 – 54.2 (Classificação Internacional de Doenças).

Na oportunidade, o caso deixou com torcicolo também ficaram os advogados da acusação e os procuradores do Ministério Público Federal, que aguardavam pelo início da oitiva de centenas de testemunhas.


***

#Política 

Você pode gostar também

0 comentários