Governo da PB demite 16 servidores do Hospital Regional de Guarabira; Paulino se solidariza com demitidos

Do Fato a Fato Por ordem do governador Ricardo Coutinho e com a anuência da Presidência do PS...

Do Fato a Fato

Por ordem do governador Ricardo Coutinho e com a anuência da Presidência do PSB de Guarabira, dezesseis servidores (aliados da Ala Girassol) foram demitidos do Hospital Regional “Antonio Paulino Filho”. Quando soube da notícia, o ex-governador Roberto Paulino (PMDB) se solidarizou com os desempregados, inclusive se propondo a “ajudá-los” com assessoria jurídica.

Todos os funcionários demitidos votaram no governador Ricardo Coutinho e são, em sua grande maioria, pais e mães de famílias. A lista, conforme se especula, tem mais 40 pessoas (também aliadas da Ala Girassol) que serão afastadas do Hospital Regional de Guarabira.

Ao participar do programa Hora da Notícia (Guarabira FM), Roberto Paulino disse ter tomado conhecimento de que a lista de demissão do Hospital Regional de Guarabira pode chegar a 100 pessoas. “Quero me solidarizar com os pais de famílias demitidos. Eles não mereciam tal tratamento, até por que votaram no governador Ricardo Coutinho”, afirmou.

O vice-presidente estadual do PMDB pediu que os 15 vereadores da cidade de Guarabira se manifestem acerca do caso, solicitando ao governador Ricardo Coutinho e a Presidência do PSB local que reveja tais demissões, pois, a continuarem agindo assim, a Ala Girassol e seus integrantes estão contribuindo, decisivamente, para aumento do índice de desemprego no brejo.

Paulino chegou a dizer que, caso seja necessário e as pessoas prejudicadas queiram, pode solicitar audiência junto às secretárias de Estado da Administração (Livânia Farias) e da Saúde (Roberta Abath) para tentar intervir em favor dos demitidos e até pedir que não haja novas demissões.

Assessora de vereador – Entre os demitidos do Hospital Regional de Guarabira consta o nome de uma assessora do vereador Lucas Porpino (DEM), líder da Ala Girassol na Câmara Municipal e um dos principais aliados de Ricardo Coutinho em solo guarabirense.
***

#Política 

Você pode gostar também

1 comentários

  1. DEMISSÕES PERIÓDICAS - Exercer cargo comissionado deixa o indivíduo igual a pedras de xadrez, tendo que mudar de lugar a cada jogada. Nesse caso, o jogo é dos políticos que se tornam detentores da peças (cargos) que são ocupadas por "aliados" a cada eleição, que tem opositores assumindo o poder.
    Se solidarizar, apenas, por solidarizar, não enche a barriga dos demitidos. Se como foi dito, que no Hospital Regional de Guarabira tem cerca de 100 pessoas a serem demitidas, então havia mais funcionários que pacientes nesse hospital, e a culpa não é delas, mas dos detentores dos cargos.
    Manter esses cargos comissionados é uma arma que os governos mantem para poder jogar com os "aliados políticos" e "correligionários", a população enfim.
    Lamento somente que pessoas inocentes sejam usadas como peças de xadrez que ao serem movimentadas não expressam sentimentos nem dor.

    ResponderExcluir