Omissão da PMG e falta de interesse da Igreja

Foto: Levy Galdino Uma denúncia do programa Hora da Notícia, da Guarabira FM, dá conta de que ...

Foto: Levy Galdino

Uma denúncia do programa Hora da Notícia, da Guarabira FM, dá conta de que a imagem de frei Damião, no Memorial de Guarabira (PB), está sem cuidados e já tem uma parte coberta pelo lodo. Sim. O monumento católico não está tendo a devida manutenção por parte da Prefeitura de Guarabira e nem mesmo pela própria Igreja Católica.

É inadmissível que uma das 07 Maravilhas da Paraíba, ponto turístico religioso bastante visitado na cidade de Guarabira, esteja nessas condições pela omissão do poder público e também pela falta de interesse dos administradores, afinal, a Igreja - que tem recursos - é a maior beneficiada pelas romarias e visitações dominicais ao local.

A observação mais recente foi feita durante o show de Tony Alisson, num evento que fez parte da Semana da Juventude. Quem participou daquele momento religioso no Santuário de Frei Damião, pôde conferir e constatar que o monumento está, realmente, sem os devidos cuidados. Abandonado pela atual gestão municipal, com o consentimento da Igreja do brejo.

A informação que a gente tem é a de que, apesar do excelente trabalho de evangelização e assistência aos fiéis e devotos, realizado pelos frades que tomam conta do Memorial, há uma certa insatisfação na comunidade pelo silêncio deles em relação ao estado em que se encontra a imagem do frade capuchinho. Nesse sentido, o padre Gaspar Rafael, ex-reitor, faz falta.

A comunidade católica, sobretudo quem usa aquele espaço para oração e peregrinação, precisa cobrar mais das autoridades. Se os frades não têm a coragem de encarar o problema por estar relacionado à política, eu os entendo - embora sejam eles os administradores daquele espaço. Cabe, então, a própria igreja exigir o cumprimento do que ficou acordado entre PMG e Diocese.

O que mais chama atenção, de fato, é que a falta de assistência ao Memorial Frei Damião e também a ausência de campanhas que impulsionem o turismo religioso na cidade se dá numa gestão de Toscano, pois foi no governo de Léa Toscano, atual primeira-dama do município, que aquela praça religiosa foi construída. Seria assim se fosse época de eleição, eu pergunto?

O turismo religioso é forte em algumas regiões do Brasil: bom para a igreja e para a economia, por exemplo. E entre os vários monumentos religiosos construídos na Paraíba, há um ‘gigante’ de 34 metros de altura (total), considerado a 3ª estátua mais alta do país, representando o frade capuchinho frei Damião de Bozzano, que já esteve várias vezes em Guarabira.

Iniciado em março de 2000, o Memorial Frei Damião foi inaugurado em dezembro de 2004 e é, realmente, uma obra grandiosa localizada na Serra da Jurema, de onde é possível ter uma visão panorâmica da ‘capital do brejo’ e dos seus limites com outros municípios. Aquele ambiente religioso também é propício para o ecoturismo e esportes radicais.

Eu não quero acreditar que uma igreja tão influente, com tantos grupos religiosos, não tenha força para pressionar seja qual for o governo, pela omissão dele, para que faça, pelo menos, uma limpeza periódica e os devidos reparos naquele monumento, conforme acordo firmado. E se a Igreja, tendo recursos, também não agir, ela também deixa claro que não tem interesse. 

Você pode gostar também

0 comentários