O Brasil tem cura

O Brasil tem cura. Eu creio. Este, inclusive, é o título do primeiro livro da jornalista Rachel Sheherazade. Sim! O Brasil tem cura mesmo. ...

O Brasil tem cura. Eu creio. Este, inclusive, é o título do primeiro livro da jornalista Rachel Sheherazade. Sim! O Brasil tem cura mesmo. E esta cura está em nossas mãos por meio do voto consciente, por exemplo. Só depende de nós: de mim e de você.

O combate ao Aedes Aegypti, mosquito transmissor da dengue, também está em nossas mãos. E tudo parte da educação, de uma consciência esclarecida sobre os perigos que esse mosquito representa para a nação, para o estado e, sobretudo, para a nossa cidade.

O mesmo agente transmissor da dengue é o responsável pela Chikungunya e Zika Virus - principal suspeita da epidemia de microcefalia no país. Semana passada, o Fiocruz de Pernambuco também comprovou a relação entre o Zika e a Síndrome Guilliam-Barré (SGB).

A SGB é uma doença autoimune rara que tem apresentado aumento atípico nos últimos meses nos Estados do Nordeste – entre abril e junho, pouco depois que os Estados apresentaram a epidemia de zika, conforme matéria reproduzida no Diário de Pernambuco.

Um dos primeiros sinais da SGB é a fraqueza muscular, geralmente nas pernas. Mas o processo pode evoluir e atingir tronco e membros superiores, assim como paralisar e afetar músculos respiratórios. Por enquanto, a mortalidade da doença é considerada baixa.

Na televisão, em entrevista sobre este assunto, eu vi uma médica chamando a atenção da população brasileira para os devidos cuidados que devemos ter, principalmente no combate ao Aedes Aegypti. E ela resumiu sua fala com uma só palavra: prevenção.

A Bíblia diz que obedecer é melhor que sacrificar (1 Samuel 15:22). Prevenir também é melhor do que tentar remediar depois, correndo risco de morte. Não podemos, portanto, vacilar permitindo a reprodução do mosquito em nossas residências ou vizinhança. 

Se você se mostrar indiferente estando ciente do seu papel no combate ao mosquito da dengue, estará colaborando para o aumento de novos casos da doença, como também da Zika e microcefalia. A responsabilidade deve ser coletiva: somos todos responsáveis.

Comece agindo na sua casa, conversando com os membros da família sobre os cuidados que cada um deve ter: não deixando ou permitindo o acúmulo de água limpa em pequenos e grande recipientes. Se possível, use repelentes e proteja as crianças.

Só existe um meio de minimizar a corrupção no país: é com o voto consciente. Da mesma forma, para enfrentar a dengue, Zika e Chikungunya, por exemplo, é necessário e indispensável que todos deem as mãos no combate ao mosquito transmissor. 

E essa tarefa deve começar ainda hoje. Eu estou fazendo a minha parte e também abordando o assunto aqui no blog e no rádio. Amanhã pode ser tarde demais. Eu já fui vítima da dengue e do Zika vírus. Você pode ser a próxima vítima. O Brasil tem cura. Só depende de nós. #Sociedade

Você pode gostar também

0 comentários