Festa da Luz 2016: PMG realizará uma festa menor

Talvez por conta da crise, a Prefeitura de Guarabira - que tem arrecadado muito dos contribuintes...

Talvez por conta da crise, a Prefeitura de Guarabira - que tem arrecadado muito dos contribuintes guarabirenses – vai realizar este ano uma das menores edições da Festa da Luz, principalmente em relação às atrações musicais. O prefeito Zenóbio Toscano (PSDB), infelizmente, não conseguiu fazer melhor do que a ex-prefeita Fátima Paulino. Eu digo não conseguiu porque só lhe resta este ano de gestão, salvo se ele for reeleito.

Em 2016, então, teremos uma Festa da Luz bem menor do que a de anos anteriores. E quem está dizendo isso é o povo nas ruas. São aquelas pessoas que têm participado anualmente do evento. Elas têm percebido e concluído que antes, principalmente na gestão de Paulino, a festa tinha mais diversidade musical, por exemplo, e os artistas locais também tinham mais espaço. Antes este espaço era garantido. Agora não.

A boa notícia é que o pagamento dos servidores do município vai ocorrer antes do início da festa. Isso o prefeito Zenóbio garantiu. E quando ele promete, cumpre. Disso eu não tenho dúvidas, embora não tenha feito tudo que sua gestão prometeu ao povo de Guarabira.

No repertório das atrações deste ano, principalmente das bandas de “forró de plástico”, vai sobrar ostentação, apologia ao álcool e a cachaça, depravação de relacionamentos, sofrência, vinganças passionais e, claro, a diminuição do valor da mulher, em letras conflitantes, tocadas repetidas vezes por quase todas as bandas contratadas. É que o repertório é quase sempre o mesmo, pode reparar. O que muda, na verdade, é apenas o nome da atração.

Este ano, para completar a lista de atrações, a organização da Festa da Luz abriu espaço para artistas que vão se apresentar ‘de graça’ para divulgar o trabalho na maior ‘vitrine popular da cidade’. O restante das atrações, porém, vai receber cachê. Um bom cachê. Já os artistas locais que tiveram a sorte de serem contratados para animar os palcos populares, receberão pouco mais de R$400 – é o cachê pago pela gestão de Zenóbio Toscano para quem é de casa.

Para divulgar e ‘vender bem’ o produto Festa da Luz 2016, a administração municipal está contando com a imprensa. Na noite desta segunda-feira (25) houve a tradicional reunião de credenciamento, onde profissionais de comunicação discutiram o plano de cobertura junto à coordenadoria de Comunicação Social da PMG (Codecom) e os detalhes sobre o local reservado aos profissionais, bem como a estrutura necessária para equipamentos e pessoal.

Um festa menor, pela lógica, dá trabalho, mas é bem mais fácil de realizar. Se depender do amigo Cid Cordeiro, coordenador da Codecom, a imprensa terá toda assistência necessária e a festa será um sucesso - isso se só dependesse dele, que tem feito o possível em favor da cobertura midiática - ele deixou isso claro na reunião de ontem. Contudo, admito: o povão vai curtir o evento - independente da atração: porque o povo gosta de festa.

No ano passado, eu lembro que, durante o show de Bell Marques, o prefeito de Guarabira Zenóbio Toscano prometeu contratá-lo novamente para a festa deste ano. Eu tenho isso gravado. A contratação não aconteceu. Nem o gestor justificou. Bell Marques arrasta multidões por onde passa. Foi assim em Guarabira. Ele agradou, sobretudo o público chicleteiro.

A Festa da Luz 2016 acontece no Parque do Poeta Ronaldo Cunha Lima, nova praça de eventos criada na gestão de Zenóbio Toscano - apesar de ainda estar inacabada.

Uma boa Festa da Luz à todos. E que tudo ocorra como planejado. #Política #Opinião




Você pode gostar também

0 comentários