Francisco, o papa do fim do mundo

A Igreja Católica de Roma tem à frente um homem que, em tudo, se aproxima dos fiéis católicos. Um...

A Igreja Católica de Roma tem à frente um homem que, em tudo, se aproxima dos fiéis católicos. Um homem que erra e acerta. Um pecador, como ele mesmo se define. O Conclave escolheu um homem bem humorado, notadamente simples, humilde, disposto ao diálogo e com coragem para propor mudanças na Igreja e realizá-las. Não é a toa que o pastor dos católicos no mundo pode ser, de fato, o ‘Papa do fim do mundo’. Francisco pode ser o último papa antes do Apocalipse, conforme escritos de Nostradamus e São Malaquias.

Considerado profeta, o médico e consultor astrológico francês Michel de Notre Dame (Nostradamus - sec. XVI) previu que o trono do Vaticano seria assumido por um “papa negro” antes do fim do mundo. Já o arcebispo católico Malaquias de Armagh (São Malaquias – sec. XII) disse que o 112º homem a assumir o trono do Vaticano, depois de Celestine II, que ocupava a função, seria chamado de “o Papa antes do fim dos tempos” e que nessa época a cidade das sete colinas seria destruída.

"A princípio, haverá doenças letais como advertência. Depois, surgirão pragas, e morrerão muitos animais; catástrofes acontecerão, mudanças climáticas e, finalmente, começarão as guerras e invasões do rei negro", advertiu Malaquias.

Para alguns estudiosos, S. Malaquias se referiu a Roma quando escreveu “cidade das sete colinas”. A interpretação, porém, divide opiniões. Tais literaturas estão preservadas na Biblioteca do Vaticano.

Se a ‘Meca’ dos católicos será destruída, de que forma e quando (?), de acordo com as previsões, ainda não sabemos. Porém há algo a considerar: Francisco é, realmente, o 112º bispo de Roma. Outro fato curioso - sobretudo para os numerólogos -, é que Jorge Mario Bergoglio, um jesuíta latino-americano, foi eleito Papa em 13/03/13. E seu nome não estava entre os favoritos.

No dia da primeira votação, a luz que iluminava a Basílica a de S. Pedro se apagou de repente. O fato chamou a atenção do mundo. Em relação a profecia de Nostradamus, para muitos estudiosos ele não se referiu a um papa de cor negra, especificamente - mas a alguém que seria recebido pela escuridão, por exemplo. 

Mario Bergoglio também é sacerdote da Companhia de Jesus, ordem de muito poder e influência em séculos passados, cujas vestimentas são escuras, o que também tem a ver com o que fora previsto por Nostradamus. O mundo católico tem um 'Papa negro', então?

Se essas profecias têm ou não fundamentos, se estão ou não se cumprindo, saberemos. Embora possa ter um papado curto, como ele mesmo já declarou, o Bispo de Roma tem demonstrado força e disciplina para lidar com a crise na Igreja e com a corrupção na Cúria Romana. Convertido em Francisco, Jorge Mario Bergoglio, 'o Papa negro', pôs fim a uma era e deu início a outra, como 'o papa do fim do mundo'. É isso que interessa. #Sociedade

Você pode gostar também

0 comentários