Os sonhos como fonte de uma realidade bela e inexistente

Por Eliabe Castor, jornalista O sabor daquele sonho foi indescritível. Uma mistura de néctar ...

Por Eliabe Castor, jornalista

O sabor daquele sonho foi indescritível. Uma mistura de néctar e beija-flor veio à tona e logo percebi que minha imagem foi refletida por Narciso em sua lagoa encantada. Morfeu, na sua generosidade, apresentou-me o Olimpo, antes de sair da sua caverna decorada de flores. Foi uma experiência linda e épica, sendo minha pele tocada por Hermes e sua bela linhagem poética.

Estradas desconhecidas percorri nos braços de Ícaro, indo até Roma, quando, em um instante mágico, recebi um belo cesto de grãos das mãos finas e delicadas da deusa Ceres. Naquele momento a fertilidade tomou conta da minha alma, e meu coração passou a tocar em ritmo desordenado, como se um querubim estivesse ao meu lado.

Após essa bela Odisséia, Ulisses, vindo de Troia, apresentou-me sua gentil esposa, Penélope. Eles comiam e bebiam a poesia da Ilíada, em um cômodo simples, cujo aroma agradável era exalado por um incenso indiano adquirido por Siddhartha na Rota da Seda. Sim, pois os sonhos têm essa livre escolha de ir e vir. Eles nos põem diante de personagens, amores, sorrisos e seres que não conhecemos, sequer, o timbre de voz, mas quase sentimos suas respirações, cheiros e paladares.

Nesse caldeirão mágico, ainda pude conhecer e tocar na beleza de Helena, percebendo na íris dos seus olhos a doce energia existente entre ela e Páris. Pois nos sonhos o verdadeiro amor é possível. Um amor sem apegos, estando o ciúmes sepultado no dicionário de Hades, guardião do mundo inferior. Por fim, estive ao lado da formosa Dulcinéia quando, finalmente, beijou meu estimado Dom Quixote, havendo como cenário desse gesto; majestosos moinhos de vento que me trouxeram à cama para mais um dia de realidade.

*** 

Você pode acompanhar os textos, contos, poemas do Eliabe Castor de Castro nos seguintes sites e blogs: http://simoneduarte.com.br/ (Campina Grande)http://www.vitrinepolitica.com/ (João Pessoa)

Contato com o autor: eliabe.castor@hotmail.com

*** 
#ColunaDoEliabe 

Você pode gostar também

0 comentários