'A hora é essa': Maranhão defende afastamento do PMDB em relação a Governo Dilma: “Escândalos demais”

Do Blog do Helder Moura O PMDB da Paraíba deve romper com o Governo Dilma. Pelo menos foi o q...

Do Blog do Helder Moura

O PMDB da Paraíba deve romper com o Governo Dilma. Pelo menos foi o que admitiu, esta manhã (quinta, dia 17), o senador Zé Maranhão, presidente estadual do partido. Segundo o senador, “o PMDB não pode prosseguir envolvido e apoiando um Governo, que está protagonizando uma escalada de escândalos, que é inédito na História recente do País. São escândalos demais”.

“O PMDB não fica confortável em pactuar com a situação que estamos experimentando no Brasil”, pontuou Maranhão, emendando: “São muitos integrantes Governo envolvidos em episódios de malversação do dinheiro publico e de enriquecimento ilícito,  e PMDB, como é natural, não se sente bem nesse clima, até porque o PMDB tem uma história diferente, é um partido de vanguarda.”

Maranhão concordou com a decisão do vice-presidente Michel Temer, de não ter prestigiado a posse do ex-presidente Lula como ministro-chefe da Casa Civil. O senador lembra que a convenção nacional do partido havia deliberado que nenhum militante do partido deveria aceitar nomeação no Governo Dilma, por 30 dias, mas mesmo assim, o deputado Mauro Lopes foi nomeado para o Ministério da Aviação Civil.

Temer protestou contra a nomeação, negando-se a participar da posse.
***
#Política

Você pode gostar também

0 comentários