Escritora guarabirense faz campanha para lançar livro; “Eu sou obrigada a fazer desse jeito porque a gente não tem ajuda de ninguém"

Sem nenhum apoio da Secretaria de Cultura de Guarabira e muito menos do Governo do Estado, a esc...

Sem nenhum apoio da Secretaria de Cultura de Guarabira e muito menos do Governo do Estado, a escritora e poetisa guarabirense Marisa Alverga está fazendo uma campanha para lançar mais um livro na cidade. Será uma coletânea de mensagens lidas em seu programa dominical de rádio “Sem Fronteiras”, pela Rádio Rural AM, a partir das 9h.

Como a autora não dispõe de recursos, ela está vendendo o livro antecipadamente ‘na folha’, como fez com quatro livros anteriores. "Assim fica mais fácil de custear o projeto na gráfica", disse em entrevista ao programa Hora da Notícia, da Guarabira FM, no Dia Internacional da Mulher. Caso empresários queriam patrocinar a 1ª edição do “Mensagens Sem Fronteiras”, também é possível. E a autora ainda garante vantagens.

“Eu estou fazendo o livro no computador, como fiz com outros quatro livros: de contos, crônicas e poesias. Mas preciso ir à gráfica para fazer capa, para cortar e finalizar o trabalho. E, portanto, preciso de dinheiro! Por isso, eu estou vendendo o livro ‘na folha’. As pessoas que quiserem adquirir, para colaborar, - que eu tenho horror a esse negócio de “ajudar você” – então podem entrar em contato comigo. É só telefonar para mim. Fora isso, eu estou também pedindo patrocínio. A propaganda vai sair na contracapa de mil coletâneas, no meu blog – que já tem quase 24 mil acessos -, na minha coluna no Brejo.com e no meu programa semanal”, explicou a escritora.

A ideia de lançar a coletânea “Mensagens Sem Fronteiras” se deu pelas solicitações que recebe dos ouvintes logo após seu programa semanal de rádio. Embora assine a obra, Marisa Alverga adianta que nem todos os textos são de sua autoria. Sem apoio, a única forma de lançar um livro em Guarabira é fazendo campanha ou vendendo na folha, justificou Marisa.

“Eu sou obrigada a fazer desse jeito porque a gente não tem ajuda de ninguém. Livro, nesse país, só quem viveu dele foi Jorge Amado e Paulo Coelho”, desabafou a escritora. A previsão de lançamento é para antes da Semana Santa.

Marisa Alverga é citada na China, Japão, Bósnia, Grécia, Inglaterra, Espanha e Estados Unidos. Mas ela ainda não pertence a nenhuma academia de Letras da Paraíba, embora tenha recebido homenagens em outros estados brasileiros. 

Quem desejar reservar um livro ou contribuir, pode ligar para a escritora pelo 987002760 ou 32711587. #Cultura

Você pode gostar também

0 comentários