Google lança Android adaptado para carros no Brasil

Android Auto, sistema operacional do Google especial para os carros (Chevrolet/Reprodução) ...

Android Auto, sistema operacional do Google especial para os carros(Chevrolet/Reprodução)

Por Leonardo Pinto

O Google anunciou nesta quarta-feira, em São Paulo, a chegada do aplicativo Android Auto, na versão em português, ao mercado brasileiro. A tecnologia, que integra os aplicativos dos smartphones com o sistema operacional aos carros, está prevista para estrear no Brasil no começo de abril.

Por enquanto, apenas três montadoras terão seus sistemas de bordo, as centrais multimídia, compatíveis com a versão do Android veicular: Chevrolet (Novo Cobalt); Volkswagen (Novo Gol, Novo Voyage, Nova Saveiro, família Fox, Golf, Jetta, Novo Passar, Tiguan e Novo Fusca); e Honda (Accord). Segundo a empresa, ainda em 2016 Ford, Hyundai, Fiat, Suzuki e Mitsubishi terão em alguns de seus modelos a tecnologia.

Funcionamento - O usuário, primeiramente, deve baixar o app na loja virtual Google Play e configurar o aparelho com o bluetooth do carro para realizar o pareamento. Quando reconhecido, o dispositivo tem de estar conectado ao console do veículo por um cabo USB e, a partir disso, o conteúdo do smartphone Android será espelhado na tela do carro. Ao plugar na fonte de energia, a tela do celular é bloqueada para que o motorista não use o aparelho ao dirigir.

O diretor do Android para a América Latina, Flavio Ferreira, afirma que a segurança e praticidade são os dois pilares que tornam o Android um sistema adequado para dirigir e se conectar ao mesmo tempo. "No bluetooth é possível ouvir música e ligar para uma pessoa, usando a mão. A grande diferença do Android é que todos os aplicativos foram adaptados e, portanto, há maior segurança e é mais prático."

Ainda segundo a empresa, apenas os apps que podem ser controlados por voz funcionam no Android Auto, como os serviços de música Play Music e Spotify e aplicativos de mensagem, como WhatsApp e Hangouts. Para responder uma mensagem, por exemplo, o motorista usa comandos de voz como "Responder", "Enviar" e informar o destinatário. Mas a conversa não aparece na tela e é intermediada pelo assistente pessoal Google Now, que lê as mensagens recebidas e as envia com base nos comandos de voz.

O Google Maps é um dos aplicativos com mais funções na versão do Android veicular: além de ajudar no tráfego, localiza restaurantes, postos de gasolina e outros estabelecimentos perto do local de origem e até telefona para esses lugares. O Waze, concorrente do Maps e o aplicativo de trânsito mais popular do mercado, ainda não foi adotado pela empresa. Redes sociais como Twitter e Facebook não são compatíveis com o sistema, pois presumem a interação do usuário com a tela, o que, segundo o Google, poderia causar acidentes de trânsito. Para saber todos os aplicativos disponíveis para o Android Auto, acesse aqui.

Outra opção - Caso o usuário não tenha nenhum dos modelos de carro compatíveis com o Android Auto, a Pioneer vende um rádio com o sistema, o AVIC F70TV, pelo preço sugerido de 2.799 reais.
***

#Sociedade #Tecnologia

Você pode gostar também

0 comentários