Laços rompidos: Membros do PMDB da PB podem aderir ao pedido de ‘rompimento total’ com Dilma

Do Polêmica PB O jornal ‘O Estado de S. Paulo’ informou nesta quinta-feira (10) que integrant...

Do Polêmica PB

O jornal ‘O Estado de S. Paulo’ informou nesta quinta-feira (10) que integrantes do diretório do PMDB da Paraíba podem aderir à chamada Carta de Porto Alegre, que pede o rompimento total com o governo federal. De acordo com a matéria a ala antigoverno já conta com a adesão de dez estados.

“Não existe meio grávida ou meio virgem. Ou se está no governo ou não. Não se consegue construir uma candidatura ocupando cargo. É hora de o PMDB tomar posição”, disse Lúcio Vieira Lima (PMDB – BA). No Senado, Valdir Raupp (PMDB – RO) defende a entrega dos cargos.

Com aval do vice-presidente da República, Michel Temer, o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB – AL), o senador Romero Jucá (PMDB  – RR) e parte da ala oposicionista do PMDB da Câmara costuram um documento que defende a liberação dos membros do partido na votação do impeachment da presidente Dilma (PT) e de todas as matérias que a legenda decida por não fechar questão, inclusive as da pauta econômica.

O documento será apresentado na convenção nacional do partido, neste sábado (12), e aparece como uma alternativa mais branda à proposta do desembarque imediato do governo, defendida pela ala mais radical da legenda e que vem crescendo conforme a data da convenção se aproxima.
***

#Política

Você pode gostar também

0 comentários