Bancada evangélica declara apoio ao impeachment de Dilma

Do Congresso em Foco A Frente Parlamentar Evangélica do Congresso Nacional resolveu declarar ...

Do Congresso em Foco

A Frente Parlamentar Evangélica do Congresso Nacional resolveu declarar apoio ao impeachment da presidente Dilma Rousseff. O anúncio foi feito pelo presidente da frente, deputado João Campos (PRB-GO), que estima que a quase totalidade dos 92 integrantes da bancada votará pelo afastamento da presidente. Segundo ele, a decisão foi tomada em reunião nessa quarta-feira (6) com a participação, presencial ou virtual, de 70 parlamentares.

Em nota, a frente parlamentar afirma que o impeachment é necessário diante da “grave crise econômica, moral, ética e política que atravessa o país” e dos “recentes escândalos de corrupção praticados pelo governo e crimes de responsabilidade praticados por Dilma que constituem uma afronta ao povo e ao estado democrático de direito”.

Segundo João Campos, o documento reflete o sentimento “não apenas da bancada, mas do segmento evangélico do país que deseja dias melhores”. Ele contou que cerca de cinco deputados da bancada declararam estar indecisos em relação ao impeachment. Também há defensores da presidente Dilma entre os evangélicos na Câmara, como a deputada Benedita da Silva (PT-RJ). “Essa posição não é uma posição partidária, sequer religiosa. É uma posição em favor da nação. O país não pode continuar como está”, declarou o parlamentar, que se desfiliou na janela partidária do PSDB.

Leia a íntegra da nota da bancada evangélica:

“NOTA À NAÇÃO BRASILEIRA

A Frente Parlamentar Evangélica do Congresso Nacional – FPE, tendo em vista a grave crise econômica, moral, ética e política que atravessa o Brasil, com graves consequências na vida do povo brasileiro, tais como: desemprego, inflação, fechamento de empresas, descrédito econômico nacional e internacional, e entendendo que os mais pobres do país são os que mais estão sofrendo com os resultados dessa crise generalizada;

Considerando que os recentes escândalos de corrupção praticados pelo governo Dilma são uma afronta ao povo e ao estado democrático de direito e amparada pelo caminho constitucional, legal e democrático embasado pelo pedido de impeachment que tramita no Congresso Nacional, bem como a necessidade do país de restabelecer a esperança, a confiança, a unidade nacional e a retomada do crescimento, DECIDIU, MANISFESTAR PUBLICAMENTE SUA POSIÇÃO FAVORÁVEL AO IMPEACHMENT DA PRESIDENTE DA REPÚBLICA, em reunião extraordinária, na tarde de hoje.

Brasília, 06 de abril de 2016.
João Campos
Deputado Federal
Presidente da Frente Parlamentar Evangélica do Congresso Nacional”
***

#Política

Você pode gostar também

0 comentários