Focco-PB vai elaborar um ranking dos municípios que mais contratam sem concurso público

Do Click PB De olho na atuação dos gestores públicos na Paraíba, o Fórum Paraibano de Combat...

Do Click PB

De olho na atuação dos gestores públicos na Paraíba, o Fórum Paraibano de Combate à Corrupção (Focco-PB) decidiu nesta segunda-feira (25) que vai elaborar um mapa dos municípios paraibanos que realizaram contratação de servidores públicos sem concurso público.

Segundo o coordenador, Cláudio Gadelha, a denúncia em nível nacional de que há mais de 130 mil pessoas que conseguiram um emprego na administração pública municipal deixou o fórum em alerta. Com base nisso, o Focco em parceria com os diversos órgãos de fiscalização em níveis municipais, estadual e federal a exemplo da Controladoria Geral da União, vai elaborar num prazo máximo de três meses um ranking desses municípios.



“A ideia é apresentar esses dados a sociedade e fomentar a discussão antes das eleições”, disse o coordenador, acrescentando que o trabalho vai apontar quais os municípios que “cresceram de forma incontestável o número de trabalhadores contratados sem concurso público no ano eleitoral. Deixando evidente que essas contratações aconteceram com fim eleitoreiro”, explicou ele.

O chefe da Controladoria Geral da União, Gabriel Aragão Wright, afirmou que o órgão terá uma atuação muito mais efetiva neste ano em que acontecem as eleições municipais, não só no acompanhamento do uso de recursos públicos, mas também no apoio de movimentos de combate a corrupção, como o desenvolvido pelo Fórum.

Gabriel Aragão explicou que a Controladoria Geral da União vai aumentar a vigilância para que não exista o desvio de recursos públicos com finalidade eleitoreira. Segundo ele, o órgão estará atendo a contratação de servidores sem concurso público, o acúmulo ilegal de cargos públicos, entre outras situações gerais que possam configurar no uso da máquina do estado (máquina pública) para conseguir votos.

Os membros do Fórum Paraibano de Combate à Corrupção (Focco-PB) estiveram reunidos na tarde de hoje na sede do Ministério Público do Trabalho (MPT-PB), em João Pessoa.
***

#Sociedade #Política 

Você pode gostar também

0 comentários