No “menor S. João do mundo”,teremos pamonha, canjica, milho assado e bolo de milho por conta própria, menos festa em Guarabira

Perdoe-me, de novo, prefeito Zenóbio Toscano (PSDB). Mas eu estava aqui lendo e pensando: li sobr...

Perdoe-me, de novo, prefeito Zenóbio Toscano (PSDB). Mas eu estava aqui lendo e pensando: li sobre a programação do Maior S. João do Mundo, que foi lançada nesta quinta-feira (28) e ocorre em Campina Grande (PB) com patrocínio da Prefeitura Municipal. Logo lembrei o quanto o senhor e os seus aliados criticavam a ex-prefeita de Guarabira por não ter feito um S. João tradição na cidade, lembra?

Eu insisto: Guarabira realmente não teve uma festa junina, de futuro, no calendário de eventos do município. Até o momento, inclusive na gestão de Zenóbio Toscano, a única festa na qual a prefeitura investe é na Festa da Luz. Porém, na gestão de Fátima Paulino, além da tradicional Festa da Luz, o público ainda tinha festivais de sanfona e quadrilhas, por exemplo, como opção junina. Fale a verdade, prefeito: eu estou mentindo?

Na época de Fátima, sem querer promovê-la, pelo menos alguns locais da cidade recebiam ornamentação no período junino. E trios de forró também se apresentavam em praça pública. E recebiam por isso! Eram valorizados, estimulados e vistos pela população. Agora, então, ou pelo menos, ao longo dos últimos três anos de governo, o prefeito Zenóbio não acendeu, sequer, nem uma fogueira na praça.

O S. João está chegando de novo. E como chamavam os porta-vozes de Toscano, se referindo às manifestações realizadas em Guarabira pelo governo do PMDB, vem ai “o menor São João do mundo”, cada vez menor: sem ornamentação, sem trios de forró, sem festivais, sem música e sem alegria. Ainda bem que a população tem opções em cidades próximas, como em Alagoinha, Bananeiras e Solânea.

Ou o prefeito Zenóbio sentiu que não é tão fácil realizar uma festa junina, embora tenha criticado tanto a gestão passada; ou, ele não teve competência para manter os festivais e fazer, pelo menos, igual à ex-prefeita Fátima Paulino. No “menor S. João do mundo”, portanto, teremos pamonha, canjica, milho assado e bolo de milho por conta própria. Só não teremos festa em Guarabira. #Política #Opinião

Você pode gostar também

0 comentários