É prime: Bradesco de Guarabira deixa clientes sem dinheiro no final de semana

Nas últimas semanas, a agência do Santander no município de Guarabira (PB) deixou clientes e, so...

Nas últimas semanas, a agência do Santander no município de Guarabira (PB) deixou clientes e, sobretudo, servidores públicos da Prefeitura de Guarabira sem dinheiro no final de semana. Agora, às vésperas do Dia das Mães, clientes vão ao Bradesco e... nada de dinheiro: todos os 05 caixas eletrônicos que fazem serviço de saque estavam indisponíveis para esta operação.

Até quando nós teremos de aturar isso, eu pergunto – de ir ao banco às 18h30 de uma sexta-feira, por exemplo, num final de semana com data comemorativa, e, ao acessar o sistema, se deparar com um serviço indisponível? Os usuários precisam registrar essas ocorrências nas páginas oficiais dos bancos e cobrar mais atenção aos gestores.

E foi o que eu fiz ao voltar para casa, como recomendo: liguei o computador, acessei a internet e, rapidamente, localizei os perfis do Bradesco nas redes sociais Twitter e Facebook. Eu insisto que o contato pela internet é mais eficiente: eu mandei minha primeira mensagem às 19h13 e em poucos minutos recebi o retorno.

O atendente do outro lado perguntou quando aconteceu, o horário do ocorrido, e se isso já havia acontecido outras vezes. Respondi. E ele, prontamente, abriu ocorrência sobre a situação, notificando a área responsável para que verificasse o problema nas máquinas, com urgência. Infelizmente, a situação permaneceu a mesma no sábado e no domingo.

Embora Guarabira seja uma cidade do interior paraibano, ela polariza toda a região por sua importância política, comercial e cultural, por exemplo. Mas independente disso, nada justifica que um serviço, que é pago pelos clientes, esteja indisponível, principalmente num banco privado: como ocorreu no Bradesco, causando muita indignação.

Eu mesmo testemunhei e registrei todos os caixas com o serviço indisponível. E os clientes que vi chegar à agência 2007 também ficaram bastante chateados pelo transtorno. Não era para menos: além de ser um final de semana, ainda tinha uma data comemorativa – quando as pessoas, geralmente, compram mais, ajudando a 'aquecer' a economia local.







Reconheço que o problema não é constante. Pelo menos penso que não é – considerando que não vou ao banco todo dia. No entanto, algo dessa natureza – de, pelo menos, um caixa não estar ‘abastecido’ - não deve acontecer. Nada justifica. Nem a onda de assaltos a bancos na Paraíba. Cabe às agências bancárias investirem mais em segurança.

Os clientes merecem respeito! Tudo que os usuários do Santander, Bradesco, Caixa e Banco do Brasil querem é o devido atendimento: afinal, os usuários pagam caro pelos serviços bancários. Sugiro até que os bancos de Guarabira, em resposta a demanda, estendam o atendimento também para o Shopping da cidade, instalando caixas eletrônicos no local.

Eu sempre digo: a gente paga caro para viver nesse país. E grande parte do nosso dinheiro vai para os bancos, que anualmente declaram seus lucros exorbitantes, mas que até então estão pouco preocupados em oferecer atendimento e um serviço de qualidade ao cliente. 

Eu aguardei um retorno da gestão do banco até às 11h19 deste domingo - quando este post foi concluído e publicado. Mas não houve novo contato. Certamente haverá nesta segunda-feira (09), depois de todo transtorno causado pelo Bradesco Prime.

Versão do banco

Na manhã desta segunda-feira (09), a gerência local do Bradesco entrou em contato com o editor do blog, esclarecendo que o que ocorreu no final de semana não foi um problema do banco. A falta do devido abastecimento nos caixas se deu em virtude de uma paralização pela pela empresa de valores que presta serviço ao banco. A gerência lamenta, pela indisponibilidade de alguns serviços nesse período, reafirma que tem procurado melhorar a cada dia os serviços prestados, e pede desculpas, sobretudo aos clientes do Bradesco. #Sociedade

Você pode gostar também

0 comentários