Papa irá à Suécia pelos 500 anos da Reforma

Da Rádio Vaticano Realizar-se-á em 31 de outubro próximo, em Lund e Malmoe, na Suécia, a come...

Da Rádio Vaticano

Realizar-se-á em 31 de outubro próximo, em Lund e Malmoe, na Suécia, a comemoração ecumênica conjunta luterano-católica pelos 500 anos da Reforma, segundo um comunicado da Federação Luterana Mundial e do Pontifício Conselho para a Promoção da Unidade dos Cristãos. 

O Papa Francisco participará dos eventos nas duas cidades suecas. “O programa completo da viagem do pontífice à Suécia será publicado sucessivamente e incluirá uma celebração eucarística com a comunidade católica na manhã de 1° de novembro”, disse o Diretor da Sala de Imprensa da Santa Sé, Pe. Federico Lombardi.

Dons da Reforma

A cerimônia ecumênica dos 500 anos da Reforma, em 31 de outubro, se realizará em dois momentos: terá início com a liturgia na Catedral de Lund e prosseguirá com um evento no Estádio de Malmö, aberto ao público. 

O encontro conjunto pretende evidenciar os 50 anos do diálogo ecumênico contínuo entre católicos e luteranos e os dons provenientes dessa colaboração. A comemoração luterano-católica dos 500 anos da Reforma concentra-se nos temas da ação de graças, do arrependimento e do compromisso no testemunho comum. O objetivo é expressar os dons da Reforma, e pedir perdão pela divisão perpetuada pelos cristãos das duas tradições.

A Catedral de Lund será o local onde se realizará a cerimônia de oração comum, baseada no guia litúrgico católico-luterano de publicação recente intitulado “Oração comum” que se baseia no documento “Do conflito à comunhão”. 

Testemunho e serviço comum

O Estádio de Malmö será o cenário onde se realizarão as atividades dedicadas ao compromisso do testemunho e do serviço comum de católicos e luteranos no mundo. Serão apresentados os aspectos mais importantes do trabalho comum entre o Serviço Mundial da Federação Luterana Mundial e da Caritas Internacional, como o cuidar dos refugiados, o serviço da paz e a defesa da justiça climática. O Estádio de Malmö pode hospedar até 10 mil pessoas. 

O Papa Francisco, o Presidente da Federação Luterana Mundial, Dr. Munib A. Younan, e o secretário-geral desse organismo,  Dr. Martin Junge, guiarão a cerimônia de oração comum, em Lund, e o evento no Estádio de Malmö, junto com os responsáveis da Igreja Evangélica Luterana da Suécia e da Diocese católica de Estocolmo.

“Quando as comunidades tomam o caminho que distancia dos conflitos, brota a força. Em Cristo, somos incentivados a servir juntos no mundo. A cerimônia conjunta é um testemunho do amor e da esperança que todos nós temos por mérito da graça de Deus”, declararam o Presidente e o Secretário-Geral da Federação Luterana Mundial, respectivamente Younan e Junge.

Diálogo ecumênico

O Presidente do Pontifício Conselho para a Promoção da Unidade dos Cristãos, Cardeal Kurt Koch, disse: “Concentrando juntos na centralidade do problema de Deus e na abordagem cristocêntrica, luteranos e católicos poderão comemorar ecumenicamente a Reforma, não de uma maneira meramente pragmática, mas no sentido profundo da fé em Cristo crucificado e ressuscitado.”

“Estamos esperando este evento que contará com a participação de 10 mil pessoas. A ideia principal do encontro no Estádio de Malmö é descrever ulteriormente o processo que vai desde o conflito à comunhão, concentrando-se na esperança para o futuro e no serviço comum no mundo”, afirmou a Arcebispa de Uppsala, Antje Jackélen, da Igreja Evangélica Luterana da Suécia.

O Bispo católico da Diocese de Estocolmo, Dom Anders Arborelius, disse: “Será escrita uma página da história quando o Papa Francisco e os líderes da Federação Luterana Mundial visitarem Lund e Malmö para encorajar todos nós a prosseguir no caminho rumo à unidade dos cristãos.” (MJ)
***

#Sociedade

Você pode gostar também

0 comentários