Bispo de Guarabira é transferido para Diocese de Nazaré da Mata, em PE

Do Manchete PB Dom Francisco de Assis Dantas de Lucena, foi nomeado nesta quarta-feira (13) p...

Do Manchete PB

Dom Francisco de Assis Dantas de Lucena, foi nomeado nesta quarta-feira (13) pelo Papa Francisco como novo bispo da Diocese de Nazaré da Mata (PE). Ele, que estava há oito anos a frente da Diocese de Guarabira, substituirá o padre Antônio Inácio, que estava há sete meses como administrador.

O anúncio foi feito pelo próprio bispo durante um programa de rádio. Apesar da nomeação, Dom Lucena ainda permanece como administrador da Diocese de Guarabira até o dia 18 de setembro.

Segundo a Pastoral da Comunicação (Pascom) da diocese, durante este período ele comanda a diocese paraibana mas também se reúne com padres da diocese de Nazaré da Mata. A assinatura do documento de posse como gestor da diocese pernambucana está prevista para acontecer no dia 18 de setembro, às 17h.

Em carta dirigida aos fiéis da diocese, Dom Lucena lembrou que foi “à terra da Luz, para obedecer os desígnios de Deus”.”É com um profundo sentimento de saudade que faço esta comunicação. Durante 08 anos, fui bispo desta porção privilegiada da Igreja de Deus, que está no Brejo Paraibano. Levarei no coração todas as virtudes e carismas deste povo que aprendi a admirar e querer bem”, disse.

Com 25 anos de atividade episcopal, o religioso iniciou se pastoreio na diocese de Caicó-RN e de lá foi designado para Guarabira, sendo acolhido no Brejo no dia 31 de agosto de 2008, em substituição ao administrador apostólico Dom Jaime Vieira Rocha, que substituía o bispo Dom Antônio Muniz Fernandes.

Com 52 anos de idade, Dom Lucena nasceu em Jardim do Seridó. Sua ordenação sacerdotal aconteceu no dia 21 de Julho de 1991, na Igreja Matriz de Nossa Senhora da Conceição, em sua cidade natal. No dia 17 de agosto de 2008 foi ordenado bispo. As duas ordenações foram feitas por Dom Heitor de Araújo Sales. Dom Francisco Lucena é o primeiro, e até agora o único, bispo oriundo do clero da Diocese de Caicó.
***

#Sociedade

Você pode gostar também

0 comentários