Samu se recusa a enviar ambulância para resgatar idoso de 94 anos para hospital

Do Click PB O Samu de João Pessoa se recusou, nesta tarde de terça-feira (05), a enviar uma a...

Do Click PB

O Samu de João Pessoa se recusou, nesta tarde de terça-feira (05), a enviar uma ambulância para resgatar um idoso em situação de risco no bairro do Bessa, na Capital, a pedido da 1ª Promotora dos Direitos do Cidadão de João Pessoa, Sônia Maia. A promotora foi à casa de dois idosos, Isautina Queiroz Firmino, de 93 anos, e José Firmino Pereira, 94, para realizar o resgate do casal para hospitais de João Pessoa. Mas a negativa do Samu em atender impossibilitou o socorro. De acordo com a promotora, o Samu exigiu que o Ministério Público enviasse um ofício com a solicitação.

“Eles disseram que só tem uma ambulância para atender João Pessoa. Conseguimos transportar a idosa, de 93 anos, no carro do Ministério Público. Ela tem CA. Mas o idoso de 94 anos está muito debilitado, desnutrido, deitado em uma rede e sem poder se locomover”, disse Sônia Maia, retratando o caso de urgência. Segundo ela, é arriscado que ela faça o transporte do idoso sem o acompanhamento dos médicos do Samu.

A casa onde está ocorrendo o resgate se localiza na Avenida Argemiro de Figueiredo, nº 1650, no Bessa, em frente à Pizzaria Veneza. Segundo Sônia Maia, em um local de risco, ponto de drogas. 

Sônia ficou preocupada porque, para preparar o ofício solicitado pelo Samu, a promotora teve que se ausentar da casa dos idosos, deixando o homem de 94 anos sozinho.  

“A vaga para internar o idoso já está garantida no Hospital Padre Zé, mas até agora a ambulância não foi enviada”, disse. “Eles dizem que só tem uma ambulância, mas tem um monte de ambulâncias quebradas no pátio da prefeitura”, disse Sônia. 

Em contato com funcionários do Samu, foi informado à reportagem que existem quatro ambulâncias para toda João Pessoa, mas no momento da ligação, três estariam em ocorrências e uma com maca retida. Foi informado ainda que não havia nenhum chamado aberto para o idoso no sistema do Samu. 
***

#Sociedade

Você pode gostar também

0 comentários