As “Mil caminhadas” de Gladir Cabral

Se o cantor e compositor Gladir Cabral não fizesse música cristã, ele estaria no rol seleto de q...

Se o cantor e compositor Gladir Cabral não fizesse música cristã, ele estaria no rol seleto de quem faz uma MPB inteligente. Seu trabalho é cheio de melodias criativas e letras provocantes. E o autor as justifica. Diferente da atual música mercadológica, mesmo a do segmento “gospel”, Cabral não faz uso de repetições vazias em seus versos simples. Em “Mil caminhadas” (2015), por exemplo, álbum que acabo de adquirir, o músico capricha na harmonia e apresenta um trabalho sofisticado. É autêntico em sua obra. Suave em sua música. Com belos arranjos e regionalismo característico, Gladir Cabral mostra ser poético e popular, direto ao ponto, porém sua música requer um pouco mais de atenção para a devida compreensão pelo esmero de sua construção. Teologicamente, suas canções têm fundamento bíblico. Em “Mil caminhadas”, o cantor aborda sobre paz e comunhão, amor e amizade, esperança, e temas próprios inspirados nas Escrituras. O disco, que é autoral, conta ainda com participações especiais de nomes como Paulo Cesar (Grupo Logos) e Nelson Bomilcar, duas referências de respeito na música cristã brasileira. Pena que não disponho dos demais discos. Das 15 faixas do CD “Mil caminhadas”, eu destaco “O Verbo”, “Mil caminhadas” (faixa título), “Rei do universo”, na interpretação de Paulo Cesar; além de “Abrigo”, na voz de Bomilcar. O cantor, no entanto, precisa repaginar seu site e torná-lo mais específico para facilitar navegação. Gladir Cabral também é pastor da Igreja Presbiteriana de Criciúma, SC. Gladir Cabral é um artista. Eu recomendo seus CDs. Tudo para a glória de Deus. #Cultura #Música #MúsicaCristã  

Você pode gostar também

1 comentários