O balé da vida e seus quatro elementos

Por Eliabe Castor, jornalista Agora vou buscar a leveza dor ar, respirar e inspirar, soprando...

Por Eliabe Castor, jornalista

Agora vou buscar a leveza dor ar, respirar e inspirar, soprando a vida e absorvendo a energia vital que tanto preciso. Já é hora de buscar o fogo, abrir a gaveta da história, minha história, e queimar os documentos que não me servem.

Agora eu irei plantar o hoje, revolver a terra fértil dos meus pensamentos e, assim, colher a sabedoria necessária para alimentar meus sonhos, pois eles, mesmo abstratos, podem ser palpáveis. Agora buscarei oceanos calmos, livres das tormentas, mas, caso elas surjam, entenderei a força dos mares, afinal sou terra, fogo, ar e água.

Sou átomos, sou pensamento, sou matéria, sou ser, sou humano. Vivo neste belo mundo e, mesmo em tempos de crise, é preciso continuar, pois no curso natural da vida, pranto, sorriso, vida e morte se misturam em um balé tragicômico. Estou aqui, estou neste grande baile divino, e isso é belo.

*** 
Você pode acompanhar os textos, contos, poemas do Eliabe Castor de Castro nos seguintes sites e blogs: http://simoneduarte.com.br/ (Campina Grande)http://www.vitrinepolitica.com/ (João Pessoa)

Contato com o autor: eliabe.castor@hotmail.com

***
#ColunaDoEliabe #Sociedade


Você pode gostar também

0 comentários